Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Política

07 Julho de 2018 | 15h57 - Actualizado em 07 Julho de 2018 | 15h57

MPLA recomenda unidade e coesão no seio dos militantes

Moçamedes - O primeiro secretário provincial do MPLA no Namibe, Carlos da Rocha Cruz, recomendou maior unidade e coesão aos membros e militantes do partido, de forma a contribuírem para a consolidação da democracia no país.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

O MPLA realiza neste sábado, a nível do país, actos políticos de massas em apoio ao VI congresso extraordinário do partido, a decorrer no dia 8 de Setembro próximo, em Luanda.

O congresso decorrerá sob o lema “com a força do passado e do presente, construamos um futuro melhor” e terá a participação de 2 mil e 591 delegados. Servirá para a eleição do presidente do MPLA, em substituição de José Eduardo dos Santos que deixará a vida política activa.

Na província do Namibe, Carlos da Rocha Cruz apelou aos militantes para fazerem melhor uso das redes sociais, combatendo à calúnia, difamação, intriga, entre outras acções que mancham o nome das pessoas e instituições.

Recomendando ainda um combate ao nepotismo e à difamação, o político falou da necessidade de haver mais unidade nacional, coesão, solidariedade e patriotismo.

Na sua intervenção, Carlos da Rocha Cruz manifestou satisfeito pelo esforço do governo, na materialização dos programas de infra-estruturas socioeconómicas que visam a melhoria das condições de vida das populações.

Disse que independentemente das dificuldades que o país atravessa, muitas coisas estão a melhorar na província do Namibe, destacando os domínios da energia, águas, educação, saneamento básico, entre outros.

Uíge

O primeiro secretário provincial do MPLA do Uíge, Pinda Simão, pediu empenho aos militantes, quadros e dirigentes do partido nas tarefas preparatórias do VI congresso extraordinário da formação política.

Pinda Simão pediu ainda concentração nos debates dos principais desafios do partido.

Aos quadros e dirigentes, o político orientou a primarem pelo espírito patriótico, de modo a garantirem o bem-estar de todos.

Por outro lado, falou dos esforços do Executivo angolano na melhoria da qualidade de vida da população.

O segundo secretário provincial do MPLA no Uíge, Janota Ginga, procedeu a leitura da convocatória do VI congresso extraordinário que vai garantir a transição política na liderança do partido.

Bié

Corroborando, o primeiro secretário do MPLA no Bié, Álvaro Manuel de Boavida Neto, pediu também firmeza, unidade e coesão nas estruturas partidárias, reiterando que o país vai observar, em Setembro próximo, uma nova fase na história do partido que, desde muito cedo, comprometeu-se em trabalhar para o fortalecimento do estado angolano e para o bem-estar dos cidadãos.

Exaltou os feitos do presidente do MPLA, José Eduardo dos Santos, na luta pela independência, conquista da paz e reconciliação nacional, entre outras que impulsionaram o crescimento socioeconómico do país e dos angolanos.

Boavida Neto informou que os militantes do MPLA no Bié aceitam João Lourenço como presidente, para que o partido continua forte, dinâmico e coeso.

O Comité Central do MPLA quer que o processo de transição na liderança partidária decorre num ambiente de perfeita harmonia, ampla participação e aceitação dos militantes, para a salvaguarda dos princípios e valores, com vista ao reforço da unidade e coesão.

Benguela

As autarquias devem melhorar a participação democrática das pessoas e garantir o desenvolvimento, segundo o primeiro secretário provincial do MPLA em Benguela, Rui Falcão.

Intervindo no acto de apoio a convocatória do congresso, o político salientou que o seu partido quer criar autarquias duradouras e, por isso, está a criar as condições necessárias e perfis para se determinar, com alguma objectividade, os municípios com condições mínimas para a transformação.

O responsável acrescentou que o MPLA sabe das muitas preocupações da população e trabalha diariamente para solucioná-las.

Lunda Norte

O Comité Provincial do MPLA na Lunda Norte reiterou o seu apoio incondicional a candidatura de João Lourenço à liderança do partido.

O  primeiro secretário provincial do MPLA na Lunda Norte, Ernesto Muangala, considerou fundamental a participação dos militantes, simpatizantes e amigos do partido no processo de transição pacífica de poder no partido.

O primeiro secretário enalteceu as qualidades de José Eduardo dos Santos, na condução dos ideais do partido e na unidade da nação.

Para os próximos desafios, pediu espírito de unidade e disciplina e exortou combate à intriga, corrupção, nepotismo, difamação, entre  outros males.

Em relação às autarquias, o político ressaltou o princípio do gradualismo geográfico, por adequar-se à realidade do país.

Malanje

O primeiro secretário provincial do partido em Malanje, Norberto dos Santos “Kwata Kanawa”, afirmou que o MPLA defende o desenvolvimento integral das famílias, através da melhoria das suas condições de vida, promovendo mais oportunidades para os jovens, igualdade do género, protecção e valorização das crianças e idosos.

O MPLA busca ainda uma educação de qualidade, melhores cuidados de saúde, acesso à habitação e outros serviços sociais básicos.

O secretário precisou que o partido defende ainda políticas que visam a criação de condições para cada cidadão, fazendo com que todos encontrem espaços de oportunidades iguais e, por mérito próprio, prosperar em qualquer domínio da vida.

Considerou fundamental haver unidade, coesão, disciplina, ética e responsabilidade no seio do partido.

Cuanza Norte

Os militantes do MPLA que exercem cargos de responsabilidades foram exortados em Ndalatando, na província do Cuanza Norte, a servirem de exemplos positivos de gestão e boas práticas governativas, visando impulsionar o combate à corrupção e ao nepotismo, males que atrapalham o desenvolvimento social e económico do país.

A exortação foi feita pelo primeiro secretário provincial do Cuanza Norte do MPLA, José Maria Ferraz dos Santos, durante o acto político de massas em saudação a convocação do VI congresso extraordinário do partido.

Segundo o mesmo, cada dirigente, militante, simpatizante ou amigo do partido deve, na sua área de actuação, primar por uma conduta exemplar que dê sustentabilidade aos esforços do Executivo, que visam a criação de bases para o desenvolvimento sustentável do país.

Apelou ainda ao engajamento dos gestores públicos na implementação dos programas constantes do Plano Nacional de Desenvolvimento (PND), para o período de 2018-2022, visando dar resposta as principais inquietações que afectam às populações nos domínios económicos e sociais.

Falando sobre a implementação gradual das autarquias no país, na perspectiva territorial, o político considerou ser a solução acertada e realista no actual estágio de desenvolvimento territorial de Angola, além de ser uma exigência constitucional.

Referiu que o contexto actual do país e a experiência de outras nações, aconselham a implementação de forma experimental das autarquias, o que impõe uma fase de transição entre o esforço da desconcentração administrativa e o aperfeiçoamento da descentralização.

Destacou a forma pacífica e ordeira como está a decorrer a transição política na liderança do MPLA, a julgar pela observância dos procedimentos estatutários da organização.

Leia também
  • 05/11/2018 19:51:30

    "Notícias do Palácio" de Luís Fernando já no mercado

    Luanda - O escritor Luís Fernando lançou esta segunda-feira, em Luanda, o seu mais recente livro intitulado "Notícias do Palácio - O Primeiro ano de Mandato do Presidente João Lourenço", com mil exemplares.

  • 05/11/2018 19:28:16

    Especialista destaca contributo das FAA na preservação da paz

    Cuito - O contributo dos militares angolano na conquista e preservação da paz em Angola foi ressaltado esta segunda-feira, na província do Bié, pelo psicopedagogo Adolfo Ukuassapi, quando intervinha na palestra sobre ?Angola 43 anos da sua história como Independente, na África e no Mundo?.

  • 05/11/2018 18:37:03

    Administradores municipais exortados a centrarem-se nas acções do Estado

    Malanje - O governador provincial de Malanje, Norberto dos Santos “Kwata Kanawa”, exortou hoje, segunda-feira, os administradores municipais a absterem-se de boatos e intrigas, factos que os caracterizou como perda de tempo e práticas que retiram o verdadeiro foco nas acções do Estado.

  • 05/11/2018 17:48:15

    Governador ressalta liberdade como ganho da Independência Nacional

    Cuito - A reconstrução e o processo de reconciliação nacional em curso no país constituem os principais ganhos que a nação angolana alcançou durante os 43 anos de independência nacional, ressaltou o governador do Bié, Pereira Alfredo.