Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Política

11 Julho de 2018 | 19h59 - Actualizado em 11 Julho de 2018 | 19h56

PGR afasta motivação profissional na morte de funcionário

Luanda - A Procuradoria-Geral da República (PGR) afastou a presunção de que a morte do seu funcionário Lucas Chivukuvuku, ocorrida na noite de quinta-feira (5), tenha como motivação uma eventual perseguição por razões profissionais.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Vice-procurador Geral da República, Mota Liz (arquivo)

Foto: Pedro Parente

Segundo o vice-procurador Geral da República, Mota Liz, que falava hoje (quarta-feira), em conferência de imprensa, Lucas Chivukuvuku teve morte “traumática imediata”.

Ao citar o relatório da autópsia, Mota Liz afirmou tratar-se “de uma morte violenta devido ao traumatismo crânio-facial severo, com fracturas da base do crânio e contusão encefálica, sendo a causa directa da morte a lesão dos centros nervosos vitais”.

Acrescentou que o “quadro de lesões permite afirmar que a vítima tinha exposto o plano anterior e superior do corpo ao objecto ou veículo impactante, em caso de ser um veículo, este devia ser de grande porte e com a parte frontal plana”.

“Não obstante preferimos afirmar que se trata de uma morte por investigar mais”, conclui o relatório.

Sobre as circunstâncias do acidente, a PGR referiu que o motorista perdeu o controlo da viatura, embateu num lancil e rodopiou com o carro.

Nesta altura, segundo a PRG, alguém da viatura abre o vidro e tenta saltar e de seguida o carro virou-se sobre o corpo, tendo morte imediata.

Polícia diz que foi acidente de viação

Ainda sobre este caso, a Polí­cia Nacional (PN) desmentiu, em nota divulgada a 08 deste mês, a informação de que Lucas Chivukuvuku tenha sido vítima de assassinato e esclareceu que o mesmo morreu na sequência de acidente de viação, causado por um motorista de táxi alcoolizado e que já está detido.

A PN referiu que Lucas Chivukuvuku, de 32 anos, morreu num despiste e "consequente tombamento" de uma carrinha Toyota Hiace, de cor azul e branca.

Deste modo, as autoridades desmentem a informação posta a circular nas redes sociais, segundo a qual teria sido assassinado, alegadamente por estar a investigar casos de corrupção envolvendo altas figuras da sociedade angolana.

Assuntos PGR  

Leia também
  • 15/01/2019 20:25:05

    PGR instaura processo-crime a magistrado

    Luanda - A Procuradoria-Geral da República (PGR) instaurou um processo-crime para apurar eventuais responsabilidades decorrentes de um litígio que envolveu o magistrado do Ministério Público, Alceu Olegário Alexandre António, no município do Cazengo, província do Cuanza Norte.

  • 27/12/2018 18:32:37

    PGR anuncia gabinete para recuperação de activos

    Luanda - A Procuradoria-Geral da República (PGR) tem em forja a criação, em princípios de 2019, de um gabinete para tratar questões ligadas à recuperação de activos no exterior e interior do país, anunciou, nesta quinta-feira, o seu titular.

  • 18/12/2018 18:21:05

    General pede a militares e polícias resgate de valores

    Luanda - O chefe de Estado Maior General-adjunto das FAA para Educação Patriótica, João Santana, pediu hoje, em Luanda, aos membros dos órgãos colegiais militares mais engajamento, para acabar com as más práticas que ponham em causa o prestígio das forças castrenses.

  • 12/12/2018 11:28:23

    Combate à corrupção passa pela moralização da sociedade

    Soyo - A educação e moralização da sociedade são tarefas fundamentais para o combate à corrupção em Angola - opinou, no município do Soyo, o procurador da República junto do Tribunal Provincial do Zaire, Hernâni Ngunza.