Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Política

26 Maio de 2019 | 06h41 - Actualizado em 27 Maio de 2019 | 15h30

Zona de Livre Comércio prevê movimentar 1.2 biliões de consumidores

Luanda - A entrada em vigor da Zona de Comércio Livre continental constituiu um instrumento fundamental para a África e o mundo, porque prevê movimentar um volume de 1.2 biliões de consumidores.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Tete António, secretário de Estado das Relações Exteriores

Foto: Francisco Miudo

Esta componente vem reforçar a integração regional na estimulação do crescimento económico, criação de empregos para jovens, redução da pobreza e promoção de necessidades mais justas e pacíficas.

O facto foi manifestado pelo secretário de Estado para as Relações Exteriores, Tete António, durante um encontro, promovido pelo ministério das Relações exteriores (Mirex), alusivo ao Dia de África, que se assinalou a 25 do corrente,.

Segundo o diplomata, a comunidade africana tem demonstrado capacidade e criatividade na criação de estruturas adequadas para facilitar o alcance dos objectivos dos pais fundadores da organização, em prol de uma África próspera, íntegra, política e economicamente forte.

Para o efeito, destacou a adopção da agenda 20/63 com uma visão de desenvolvimento dos africanos, substanciada em valores comuns e estabelecendo as bases do progresso sócio-económico do continente.

Do ponto de vista da promoção da paz e segurança no continente, Téte António disse que existem esforços da União Africana, em colaboração com os parceiros, para a prevenção e resolução pacífica dos conflitos que possam surgir.

No seu entender, o diálogo continua a ser a solução para se alcançar a meta estabelecida pelas Nações Unidas, para o calar das armas no continente.

Nesta conformidade, prosseguiu, a República de Angola, em colaboração com a União Africana e a Unesco, irá albergar de 18 a 22 de Setembro do ano em curso, a primeira edição da bienal de Luanda, o fórum pan-africano da cultura de paz em África.

Entre os objectivos consta a criação de um movimento africano que possa disseminar a importância da cultura da paz no continente.

Disse que, no plano internacional, continuarão a encorajar os esforços da União Africana, no sentido de conferir ao continente maior peso político na arena internacional, advogando reformas de consenso, disposições e atribuições para dois assentos a membros permanentes do conselho de segurança da ONU.

Considerou o tema central da União Africana para o presente ano, “refugiados, retornados e deslocados internos, soluções duráveis para o deslocamento forçado em África”, traduz a importância que a organização continental confere a esta problemática que marcou a humanidade desde os tempos remotos até a data hoje.

Assuntos África  

Leia também
  • 26/05/2019 15:22:25

    Zaire: Destacado contributo de historiadores sobre a verdade do passado de África

    Mbanza Kongo- O contributo de alguns historiadores africanos, como o senegalês Cheikh Anta Diop, na restituição da verdade sobre o passado histórico do continente, alegadamente deturpado por potências coloniais, foi destacado hoje em Mbanza Kongo, província do Zaire, no âmbito do Dia de África, assinalado neste sábado, 25 de Maio.

  • 26/05/2019 06:53:14

    Realçado papel de Angola na integração e pacificação africana

    Luanda - O embaixador da Argélia em Angola, Larbi Latroch, afirmou sábado, em Luanda, que o país desempenha um papel fundamental no continente e continua a investir na solidariedade e integração africana.

  • 16/03/2019 10:34:12

    Parlamento da SADC novamente em discussão

    O Conselho de Ministros da Conferência para o Desenvolvimento da África Austral (SADC) termina este sábado o seu encontro de dois dias, na capital namibiana, Windhoek.