Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Política

14 Agosto de 2019 | 18h29 - Actualizado em 14 Agosto de 2019 | 19h49

Recenseamento de veteranos dependente da nova Lei

Luena - O ministro dos Antigos Combatentes e Veteranos da Pátria, João Ernesto dos Santos "Liberdade", afirmou, nesta quarta-feira, no Luena, que o recenseamento dos assistidos depende da aprovação da nova Lei, que está ser revista pelo Executivo.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

1 / 1

Antigos Combatentes e Veteranos da Pátria participam no encontro de Auscultação

Foto: David Dias

Ministro Antigo Combatentes e Veteranos da Pátria, João Ernesto dos Santos

Foto: David Dias

O Ministério dos Antigos Combatentes e Veteranos da Pátria controla, em todo país, 162 mil e 300 assistidos.

Falando num encontro de auscultação com mais de três mil assistidos, o ministro explicou que os veteranos da pátria ainda não estão sob controlo do departamento ministerial de tutela, mas sim das Forças Armadas Angolanas (FAA).

Afirmou que o cadastramento e prova de vida dos assistidos, prevista para o dia 26 deste mês, não visa excluir os verdadeiros antigos combatentes, mas os cidadãos nacionais que recebem indevidamente os recursos do Orçamento Geral do Estado (OGE).

Insistiu que durante o processo, o Ministério dos Antigos Combatentes e Veteranos da Pátria irá trabalhar em parceria com o Ministério das Finanças. A prioridade, segundo o ministro, será para as três províncias do leste do país.

O Ministério de tutela tem já homologado mais de cinco mil novos processos dos antigos combatentes do Moxico a serem inseridos na planilha, após a conclusão do processo de recadastramento.

Durante o encontro, os antigos combatentes pediram apoio para colmatar os problemas que enfrentam as 12 associações agrícolas na província.

Em resposta, João Ernesto dos Santos assegurou que o Presidente da República, João Lourenço, distribuiu equipamentos agrícolas (tractores) para as 26 cooperativas dos antigos combatentes legalizadas a nível do país, três das quais no Moxico.

No Moxico, o gabinete provincial dos Antigos Combatentes e Veteranos da Pátria controla 24 mil e 240 assistidos e 12 associações agrícolas, integrando mil e 99 membros. 

Leia também
  • 14/08/2019 19:50:47

    Japão garante continuidade de apoios para desminagem em Angola

    Luvuei - O Japão vai continuar a apoiar o processo de desminagem em curso em Angola, sobretudo na província do Moxico, prometeu hoje, na comuna de Luvuei, o embaixador daquele país acreditado em Angola, Hironori Sawada.

  • 14/08/2019 16:55:59

    Especialistas das FAA analisam telecomunicações do Exército

    Malanje - Especialistas das Forças Armadas Angolanas (FAA), entre chefes de repartições das unidades e sub-unidades da Região Militar Norte, analisam desde hoje, quarta-feira, no Comando da 51ª Brigada de Infantaria, em Capanda, o estado actual das telecomunicações do Exército.

  • 11/08/2019 16:02:01

    MAT quer reforçar competências dos municípios

    Luena - O Ministério da Administração do Território e Reforma do Estado (MAT) vai continuar a trabalhar para reforçar as competências dos municípios, afirmou na Vila de Cazombo, município do Alto-Zambeze, província do Moxico, o titular da pasta Adão de Almeida.