Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Política

19 Outubro de 2019 | 15h07 - Actualizado em 21 Outubro de 2019 | 12h18

Secretária de Estado constata situação de reclusos

Luena - A secretária de Estado para os Direitos Humanos e Cidadania, Ana Celeste Januário, manifestou-se hoje, sábado, no Luena, preocupada ao constatar que, dos mais de 300 reclusos do estabelecimento prisional local, a maioria é jovem.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Moxico: Secretária de Estado para os Direitos Humanos e Cidadania, Ana Celeste Januário

Foto: David Dias

A governante, que balanceava à imprensa a visita de trabalho de dois dias efectuada no Moxico, afirmou que estes jovens, com a sua força e sabedoria, podem contribuir, directamente, para o processo de desenvolvimento da província e do país, em geral.

Acredita que os reclusos da Comarca do Moxico coabitam neste local por falta de medidas convenientes por parte das famílias ou progenitores, desde a tenra idade.

A também jurista sugeriu trabalho focado na juventude e nas famílias, estimulando mecanismos de ocupação, sobretudo nos jovens, quer recreativas, desportivas, quer académicas e profissionais.

Aconselhou, igualmente, o Governo da Província do Moxico a investir na construção de centros de detenção de menores em conflito com a lei e para estrangeiros que violam as fronteiras terrestres e fluviais, com vista a dar acompanhamento e dignidades à sua acomodação.

Durante a estada no Luena, Ana Januário manteve encontro com o vice-governador do Moxico para o Sector Político, Económico e Social, Carlos Masseca, com os responsáveis dos órgãos do Ministério do Interior e da administração da justiça.

Presenteou os membros do Governo local, juízes, defensores dos direitos humanos, autoridades tradicionais, entidades religiosas, advogados e estudantes universitários com uma aula magna sob tema “Direitos Humanos e Cidadania”, bem como visitou o estabelecimento prisional do Moxico.  

Leia também