Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Política

22 Outubro de 2019 | 19h36 - Actualizado em 22 Outubro de 2019 | 19h35

Rússia: Cimeira de Sochi marca passo histórico

Sochi (Dos enviados especiais) - O governo russo e as autoridades políticas africanas assinalam, a partir de quarta-feira (23), um marco histórico que pode impulsionar a cooperação russo-africana e fazer aumentar o volume de investimentos.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Rússia: uma artéria da cidade de Sochi

Foto: Cedida

Durante dois dias, líderes de 50 países do continente e empresários de vários sectores estarão reunidos em Sochi, para avaliar, com a Rússia, novas oportunidades de negócios, durante a primeira Cimeira Rússia-Africa e o Fórum Económico, agendados para 23 e 24 deste mês.

A Cúpula Rússia-África e o Fórum Econômico decorrerão em paralelo, no Sirius Park of Science and Art. O primeiro evento é organizado pela Roscongress Foundation, enquanto o Russian Export Centre e o Afreximbank co-organizam o Fórum Econômico.

Trata-se de duas realizações que as autoridades russas reputam de extrema importância, numa altura em que o país europeu procura reforçar as suas zonas de influência em África.

A Cúpula Rússia-Africa será a primeira do género promovida pelo governo rússo, que quer seguir os passos da China, do Japão e dos EUA, que já promoveram reuniões nesse mesmo formato, para reaproximar-se e consolidar a parceria com África.

Angola estará representada nessa histórica Cimeira pelo Presidente da República, João Lourenço, que chegou ao princípio desta noite (terça-feira) aqui em Sochi.

O Chefe de Estado vai encabeçar uma delegação integrada por cinco ministros, que busca consolidar projectos de cooperação nos domínios da economia e planeamento, relações exteriores, ensino superior, ciência, tecnologia e Inovação, e dos recursos minerais e petróleos.

Angola pretende, com essa participação, marcar passos firmes para o começo de uma parceria estável no domínio da agricultura e florestas, na área de fertilizantes.

Para tal, terá representantes no Fórum económico, que incluirá uma sessão plenária, mesas-redondas, painéis de discussão e um grande local para reuniões de negócios.

No evento, autoridades e empresários africanos vão discutir novas formas de financiamento e identificar áreas de investimento, que podem contar com apoio russo.

Nos últimos anos, a Rússia tem mostrado crescente interesse no continente africano.

Por essa razão, o Presidente Vladimir Putin alertou, numa mensagem de lançamento do Fórum, para a importância especial do progresso na colaboração entre os países e a experiência positiva no desenvolvimento de projetos conjuntos.

Segundo o estadista, "comércio, o investimento e a integração industrial entre a Rússia e África estão a crescer rapidamente".

Isso, referiu, é evidenciado por uma tendência ascendente nos indicadores econômicos e pelo grande interesse demonstrado no Fórum Econômico Rússia-África, que reunirá mais de três mil homens de negócios africanos, chefes de empresas russas e especialistas internacionais.

De acordo com o conselheiro do presidente da Federação Russa, Anton Kobyakov, na verdade a Rússia entende que as perspectivas de colaboração com os parceiros africanos são ótimas e está pronta para compartilhar novas soluções e tecnologias.

A ideia é assegurar o desenvolvimento da indústria e do capital humano africano.

Dados obtidos pela ANGOP indicam que a balança comercial entre a Rússia e África, em 2018, aumentou 17 por cento em relação a 2017, e totalizou USD 20,4 biliões. 

Nesse período, o país europeu exportou mercadorias avaliadas em USD 17,5 biliões, valor 18,1 por cento superior ao ano anterior.

No processo de fortalecimento dos laços económicos, a Rússia e outros parceiros devem levar em consideração toda a gama de novas tendências no desenvolvimento africano.

Um relatório disponibilizado pela organização do Fórum Económico, nesta terça-feira, indica que, embora a maioria dos países africanos continue a depender da extração e exportação de matérias-primas, as principais instituições de desenvolvimento da África procuram aumentar a contribuição da manufatura para o PIB. 

Para tal, refere, "um influxo de investimento estrangeiro directo na região será crucial para acelerar a industrialização e o desenvolvimento sustentável". 

Por esse motivo, muitos países africanos estão actualmente a realizar reformas activas e a criar um ambiente regulatório favorável para os negócios.

É esse ambiente que será discutido com as autoridades e empresários da Rússia, que já tem as condições criadas para o arranque da Cimeira e do Fórum Económico.

Sochi já vive com intensidade o ambiente da Cúpula. Desde segunda-feira última, representantes de vários países africanos começaram a chegar à cidade.

Pelas ruas, já se nota um cenário de maior agitação, com pequenos congestionamentos em algumas artérias e um aumento do policiamento nas principais vias.

Nessa altura, um dos principais problemas tem a ver com a limitação de quartos para acolher as delegações, que continuam a chegar para a Cimeira e o Fórum.

Os hotéis estão praticamente lotados, numa altura em que a conversa do dia, aqui em  Sochi, é o reforço da cooperação multilateral entre a Rússia e África.

Leia também
  • 22/10/2019 20:57:02

    Angola-Moçambique: Relações económicas devem subir - Embaixador

    Maputo - O antigo embaixador de Angola em Moçambique, Brito Sozinho, defendeu segunda-feira, em Maputo, que as relações económicas, comerciais e empresariais entre os dois países devem atingir o nível de excelência dos laços político-diplomáticos.

  • 22/10/2019 19:14:15

    PR chega a Sochi para Cimeira Rússia-África

    Sochi (Dos enviados especiais) - O Presidente da República, João Lourenço, já se encontra na cidade de Sochi, onde chegou por volta das 20h49 locais (18h49 em Angola), para participar na Cimeira Rússia-África, a decorrer quarta-feira (23) e quinta-feira (24).

  • 22/10/2019 13:53:49

    PR envia mensagem ao Imperador Naruhito

    Luanda - Uma mensagem do Presidente da República, João Lourenço, em que manifesta o desejo do reforço da cooperação bilateral, foi entregue hoje (terça-feira), em Tóquio, Japão, ao Imperador Naruhito,