Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Política

21 Janeiro de 2020 | 00h46 - Actualizado em 21 Janeiro de 2020 | 08h57

Ministro considera Batalha do Cuito Cuanavale inspiradora

Menongue - A batalha do Cuito Cuanavale é um simbolismo irreversível da libertação dos povos de África e inspirador da elevação do patriotismo para as futuras gerações, afirmou o ministro da Comunicação Social, Nuno Albino.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

1 / 1

Ministro da comunicação social, Nuno Albino, e sua comitiva no Memorial à Batalha do Cuito Cuanavale

Foto: Angop

Destroços de um tanque destruído na Batalha do Cuito Cuanavale

Foto: Angop

O ministro fez este pronunciamento, segunda-feira, à imprensa, no final de uma visita ao Memorial à Batalha do Cuito Cuanavale, construído em homenagem aos heróis que participaram na memorável proeza decorrida de 1987-1988.

“Temos, com elevado orgulho, a construção do Memorial à Batalha do Cuito Cuanavale, um simbolismo histórico de todos os filhos mais queridos desta terra, que combateram pela integridade do território angolano e pela libertação dos povos africanos, com destaque para os da Namíbia, África do Sul e do Zimbabwe”, referiu.

No livro de homenagens, patente no memorial, o ministro destaca que em nome da classe de jornalistas, quadros e empresas do sector da Comunicação Social, deixa no lugar de honra, aos filhos mais queridos do povo angolano que tombaram em nome da causa da liberdade de Angola e que emergiu para os povos da África Austral.

O ministro reafirmou que os profissionais, quadros e as empresas declaram o seu orgulho, honra e devoção por os heróis representarem o simbolismo, inspiração da angolanidade e elevação patriótico para gerações vindouras.

A batalha do Cuito Cuanavale é considerada a mais longa que teve lugar no continente africano, depois da segunda guerra mundial. O trampolim para o actual momento de paz, reconciliação e reconstrução nacional do país.

O ministro e os presidentes do Conselho da Administração da ANGOP, TPA, RNA e administradores das Edições Novembro receberam explicações pontuais sobre as batalhas que envolveram as Ex-FAPLA, FALA e as Forças Armadas sul-Africanas em que saíram vencedoras as forças governamentais angolanas.

À comitiva foi apresentado os três tanques sofisticados sul-africanos destruídos pelas ex-FAPLA.

Leia também
  • 12/01/2020 16:33:36

    MPLA elege contacto com as comunidades

    Cuito Cuanavale - O contacto permanente com as comunidades, como forma de auscultá-las e entender os seus principais anseios e preocupações, bem como a busca de mecanismos coerentes para a solução contínua das dificuldades, foi apontado como um dos principais elementos da agenda de governação do MPLA para o ano político 2020.

  • 12/01/2020 14:51:21

    UNITA quer maior proximidade à população

    Menongue -A UNITA deve continuar a trabalhar junto da população e sensibilizá-la para participar, de forma activa, nas primeiras eleições autárquicas, previstas para este ano.

  • 11/01/2020 15:28:25

    PR regressa a Luanda depois das férias

    Luanda - O Presidente da República, João Lourenço, regressou ao fim da manhã deste sábado a Luanda, depois de alguns dias de férias nas províncias de Benguela e da Huíla, soube a Angop.