Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Reconstrução Nacional

06 Dezembro de 2017 | 16h06 - Actualizado em 11 Dezembro de 2017 | 08h53

Ministério da construção vai monitorizar edifícios do país

Luanda - Os edifícios do país vão doravante ser monitorizados pelo Ministério da Construção e Obras Públicas para conferir o seu estado de degradação e evitar acidentes com desabamentos, informou hoje (quarta-feira), em Luanda, o titular da pasta, Manuel Tavares.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Ministro da Construção e Obras Públicas, Manuel Tavares de Almeida

Foto: Joaquina Bento

O governante fez estas declarações no seu discurso de abertura do I conselho consultivo e encontro do Dia do Construtor, que decorreu sob o lema "Construção e obras públicas – Situação actual e desafios".

Manuel Tavares salientou que serão implementadas medidas no sentido de se resgatar o papel e responsabilidade do Ministério, enquanto organismo do Estado, promovendo e regulando as actividades de construção e obras publicas do país.

O ministro acrescentou que vai se descentralizar algumas actividades e responsabilidades para que sejam assumidas, a nível das províncias e municípios, com as devidas intervenções nas obras em tempo útil.

"Será um processo gradual e começaremos pelas actividades de construção, conservação e manutenção de estradas secundárias e terciárias nos municípios melhor organizados", disse.
É necessário, referiu, que as intervenções de conservação e manutenção das estradas e obras correlatas sejam eficazes, bem como o estancamento de ravinas com intervenções imediatas e por decisão local.

"Para isso há que se capacitar os técnicos e as brigadas de intervenção municipais", referiu.
Acrescentou que neste sentido pretende-se potenciar o Laboratório de Engenharia de Angola, com equipamentos e técnicos qualificados, para poder certificar de facto a qualidade dos materiais e das obras, através de um processo moderno, eficazes e eficientes.


"Pretendemos transformar a Empresa Nacional de Elaboração de Projectos em Instituto Nacional de Obras Públicas para que possa ter autoridade sobre as demais organizações públicas ou privadas, no estabelecimento de normas e regulamentos a aplicar nos cadernos de encargos, processos de concurso públicos, projectos, execução e fiscalização de obras bem como na regulamentação de preços de consultoria, elaboração de projectos, fiscalização e construção”, frisou.
 

Leia também
  • 27/10/2018 23:17:13

    Cuanza Norte: Troço Maria Teresa/Dondo conta com 20 quilómetros asfaltados

    Dondo - Vinte quilómetros, dos 62 previstos, do troço Maria Teresa/Dondo, no município de Cambambe, província do Cuanza Norte, foram asfaltados e poderão ser abertos ao tráfego automóvel ainda este ano, após certificação de qualidade pelo Laboratório de Engenharia de Angola.

  • 02/10/2018 19:39:49

    Vice-governador defende manutenção periódica dos diques de protecção

    Ondjiva - O vice-governador para o sector técnico e infraestrutura do Cunene, Feliciano Salomão Himulova, defendeu nesta terça-feira, a necessidade da manutenção periódica dos diques de protecção contra enchentes e das valas de drenagem de Ondjiva.

  • 02/10/2018 17:53:45

    Relançada obra da passagem de nível da Avenida Hoji Ya Henda

    Luanda - A construção da passagem de nível superior do Caminho-de-Ferro de Luanda (CFL), no cruzamento com a Avenida Hoji Ya Henda, município do Cazenga, paralisada há 19 meses por falta de verbas, foi hoje (terça-feira) relançada pelo ministro da Construção e Obras Pública, Manuel Tavares de Almeida

  • 02/10/2018 02:02:09

    Aberto 13º Fórum de Arquitectura da Universidade Lusíada de Angola

    Luanda - O 13º Fórum de Arquitectura da Universidade Lusíada de Angola (ULA) foi aberto segunda-feira, em Luanda, com o objectivo de promover o diálogo entre os estudantes, arquitectos e instituições afins sobre este ramo da construção.