Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Saúde

10 Janeiro de 2018 | 16h31 - Actualizado em 10 Janeiro de 2018 | 16h32

Autoridades em Benguela previnem alastramento da malária

Benguela - Os municípios da Ganda, de Caimbambo, do Cubal, do Bocoio e do Balombo, província de Benguela, registam, desde Outubro de 2017, um surto de malária que causou já 27 mortes, anunciou hoje (quarta-feira) o director provincial da Saúde, António Manuel Cabinda.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Combate à Malária

Foto: Angop/arquivo

Em declarações à Angop, o reponsável afirmou que, no início do surto naqueles municípios, foi registada uma média semanal de 700 casos, sendo as crianças as mais afectadas, mas, actualmente, os serviços de Saúde assinalam apenas 200 casos, uma redução resultante do reforço de equipas de técnicos sanitários que trabalham na fumigação das áreas visadas.

Referiu que a pandemia, que teve início na cidade do Huambo e atingiu estas localidades, poderá alastrar-se, ainda, para o litoral da província e afectar os municípios de Benguela, do Lobito e da Baía-Farta, caso a população não acate as orientações dos serviços de Saúde. 

O director referiu que a Direcção da Saúde, em parceria com as administrações municipais, desenvolvem actividades intensas para evitar o alastramento do surto, com a mobilização e sensibilização das comunidades para a necessidade do melhoramento do saneamento básico do meio.

António Manuel Cabinda esclareceu que o sector tem dificuldades sérias em combater o surto da malária nas localidades do interior (comunas e aldeias), tendo em conta a existência de pequenas lavras e águas estagnadas em quintais, cuja população tem manifestado resistência em aceitar a fumigação e outras orientações dos técnicos de Saúde, sob a alegação de danificar as suas plantações. 

Explicou que para combater o surto na região, foram adquiridas, recentemente, através do Ministério da Saúde, 10 máquinas para a fumigação em áreas urbanas e o mesmo número de moto-mochilas para alcançar as áreas de difícil acesso. 

O responsável alertou a população para a gravidade da vaga do surto, exortando ao esforço conjugado, por parte da população, no sentido de se proteger com os mosquiteiros, manter limpos os bairros e residências, para a prevenção da doença. 

Leia também
  • 15/03/2018 11:37:18

    Saúde em Benguela regista mais de seis mil casos de malária em Fevereiro

    Benguela - Seis mil e 540 casos de malária confirmados foram registados em Fevereiro último na cidade de Benguela, sede provincial, mais 84 em relação ao mês de Janeiro, informou à Angop, o supervisor para promoção da saúde, Avelino Longuia Kandumbo.

  • 12/03/2018 19:10:27

    UE constata com satisfação implementação do Programa de Apoio a Saúde

    Benguela - A União Europeia (UE) constatou, com satisfação, os níveis de implementação do "Programa de Apoio ao Sector de Saúde" (PASS II) na província de Benguela, que garante melhorias substanciais às práticas dos técnicos de saúde pós-média formação, cuja implementação decorre de Maio de 2016 a Novembro/2018.

  • 12/03/2018 16:33:19

    Unitel doa bens diversos ao hospital da Ganda

    Ganda - Mais de três toneladas de bens alimentares, vestuários diversos e imputes agrícolas, para acudir às vítimas da malária e pessoas desfavorecidas, foram doadas neste fim-de-semana, no município da Ganda, província de Benguela, pela operadora de telefonia móvel angolana Unitel.

  • 06/03/2018 19:00:05

    Realizadas mais de duas mil cirurgias a cataratas

    Benguela - Duas mil e 746 cirurgias às cataratas foram realizadas no ano 2017, contra 2.600 outras do ano antecedente, de um total de 27.247 consultas, informou hoje (terça-feira), a fonte da Solidariedade Evangélica de Angola (SOLE), organização filantrópica cristã.