Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Saúde

12 Março de 2018 | 13h25 - Actualizado em 12 Março de 2018 | 13h25

Programa do controlo do cancro entre as sugestões para melhor seguimento dos pacientes

Luanda - A aprovação e implementação do programa nacional do controlo do câncer, a revitalização dos núcleos existentes, bem como a criação de áreas regionais, para melhorar o seguimento do paciente oncológico a nível do país, são algumas sugestões deixadas pela especialista em oncologia Albertina Manaça.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Médica do Centro Nacional de Oncologia, Albertina Manaça.

Foto: Lino Guimaraes

A suscitação foi feita durante uma palestra no âmbito das actividades denominadas “café com ciência e tecnologia “, sob o tema tecnologias para diagnóstico e tratamento dos cancros mais frequentes em Angola.

Na ocasião, a médica oncológica apontou como ferramenta fundamental para diminuir a incidência de casos, a sensibilização da população, da comunidade médica e os decisores do risco potencial que existe do aumento dos pacientes com câncer em um período curto de tempo e a criação da rede oncológica.

O fortalecimento da integração da atenção primária à prevenção, diagnóstico precoce, reabilitação e cuidados paliativos do paciente com câncer, criação de registo da patologia e a organização do registo de base hospitalar em outras unidades estão também entre as estratégias para a redução de cancros.

Segundo a responsável, existem algumas tecnologias importantes para o diagnóstico dos cancros mais frequentes em Angola, nomeadamente RX, Ecografia , TAC , Mamografia, Cintilografia óssea e Densitometria .

Para o seu sucesso, faz parte do tratamento a acção cirúrgica, radioterapia, quimioterapia, hormonoterapia, cuidados paliativos, terapia alvo.

Fez saber que, em 2017, foram registados 262 casos novos de cancro da mama, do colo do útero (247), da prostata (64), do esófago (50), do fígado (35), do estômago (34), do sarcoma de kaposi (46) e linfoma não hodgkin (39).

Realçou que cerca de 70 por cento dos pacientes são diagnosticados em etapas avançadas, o que condiciona o sucesso do tratamento.

A ausência de um registo de câncer de base populacional e de uma rede oncológica que leva assistência mais próximo da área de residência do paciente são algumas das preocupações do Instituto do Cancro, porém, existe uma proposta do programa de controle de câncer entregue ao Ministério da Saúde.

O câncer é uma das maiores causas de mortalidade no mundo, com aproximadamente 14 milhões de novos casos em 2012. O número de novos casos é esperado aumentar cerca de 70 milhões nas próximas duas décadas.

Assuntos Doença  

Leia também
  • 02/11/2018 07:42:40

    ANASO preocupada com insuficiência de preservativos e testes de HIV/Sida

    Luanda - A insuficiência no stock de preservativo e testes para o VIH/Sida, está a preocupar a Rede Angolana das Organizações Não-Governamentais de Luta Contra o VIH/Sida (ANASO), uma vez que o país regista anualmente 28 mil novos casos de infecção, deu a conhecer quinta-feira, em Luanda, o seu secretário-geral António Coelho.

  • 31/10/2018 14:32:44

    Higiene bucal previne cárie

    Cuito - A responsável da secção de estomatologia do hospital provincial do Bié, Catarina Cassoma, aconselha as famílias a cuidarem com rigor da higiene bucal, visando prevenir a cárie, sobretudo nas crianças.

  • 26/10/2018 17:54:07

    Hospital regista mais de novecentos casos de má nutrição

    Cuito - Novecentos e seis casos de má nutrição foram diagnosticados, de Janeiro a Outubro deste ano, no Centro Nutricional Terapêutico do Hospital Provincial do Bié, situado na cidade do Cuito.

  • 19/10/2018 02:34:25

    Governador quer medidas permanentes de prevenção da cólera

    Andulo - O governador do Bié, Pereira Alfredo, alertou, no município do Andulo, a necessidade da população continuar a primar pela melhoria do saneamento básico, para evitar o surgimento de casos de cólera na província.