Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Saúde

14 Junho de 2018 | 15h21 - Actualizado em 14 Junho de 2018 | 15h20

Terapeutas devem encaminhar pacientes às unidades sanitárias

Saurimo - Os líderes religiosos, comunitários, terapeutas e parteiras tradicionais foram aconselhados hoje, quinta-feira, pela Direcção provincial de Saúde da Lunda Sul, a encaminharem os casos positivos de Vih/Sida e tuberculose às unidades sanitárias próximas, para o seu devido tratamento.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

O apelo foi feito pelo chefe do departamento de saúde pública e controlo de endemias da Direcção provincial da Saúde na Lunda Sul, Gomes Txiplica, reforçando que os líderes devem mudar a mentalidade, incutindo nas pessoas que a sua existência e o seu tratamento é no hospital e não tradicionalmente.

Fez saber que se os terapeutas tradicionais, líderes religiosos e outros cumprirem com estas orientações, a taxa de mortalidade podem reduzir, uma vez que os doentes nesta condição recorrem a estes serviços para fazerem o tratamento.

Explicou que o Vih/Sida ainda não tem cura, mas os antirretrovirais ajudam no seu combate, enquanto a tuberculose tem medicamentos eficazes para a sua erradicação, bastando o paciente cumprir com rigor as orientações médicas.

Chamou a atenção dos mesmos, no sentido de colaborarem e apoiarem as acções traçadas pelo Ministério da Saúde e do governo da província, no que toca ao combate a estas doenças, o estigma e a discriminação.

Segundo dados da Direcção provincial da Saúde 30 porcento da população da Lunda Sul, maioritariamente jovem, é portadora do vírus Vih/Sida.

Leia também
  • 14/06/2018 11:51:26

    Maior parte do sangue doado nos hospitais é de familiares

    Luanda - A maior parte do sangue doado nas unidades hospitalares provém de dadores familiares, sendo insuficiente para acudir as necessidades, afirmou hoje, quinta-feira, em Luanda, o secretário de estado da saúde para a área hospitalar, Altino Matias.

  • 14/06/2018 11:03:05

    Angola tem baixa média de dadores de sangue

    Luanda - Doar sangue é um gesto de amor e solidariedade. É com esse acto, que milhares de pacientes superam, todos os dias, o risco de morte nos hospitais. Em Angola, com mais de 25 milhões de habitantes, o número de dadores voluntários está ainda abaixo da média.

  • 14/06/2018 04:57:14

    Minsa deve reforçar mecanismos de integração

    Luanda - O Ministério da Saúde (Minsa) deve reforçar os mecanismos de integração entre as instituições sanitárias e as comunidades para melhorar a prestação de serviços de prevenção e combate da malária, tuberculose pulmonar e VIH/Sida, para tornar mais eficaz os seus serviços.