Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Saúde

11 Junho de 2019 | 17h13 - Actualizado em 12 Junho de 2019 | 14h56

Taxa de incidência do VIH/Sida preocupa primeira-dama

Ondjiva - A primeira-dama da República, Ana Dias Lourenço, manifestou-se nesta terça-feira preocupada com a taxa de incidência e de prevalência do VIH/Sida na província do Cunene, fixada em 6.1 por cento de novas transmissões, considerada a maior taxa de seroprevalência no país.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Ana Dias Lourenço, primeira dama da República

Foto: JOAQUINA BENTO

Segundo dados do Ministério da Saúde, depois do Cunene, seguem-se as províncias do Cuando Cubango, com cinco por cento e o Moxico com quatro, enquanto o Zaire representa a menor taxa (0,5).

Ao fazer o balanço da sua visita de dois ao Cunene, no âmbito da campanha "Nascer Livre para Brilhar", Ana Dias Lourenço declarou à imprensa local que a região regista a maior taxa de incidência e de prevalência do país, com uma  taxa de 6.1 por cento.

“A província so Cunene já consta das prioridades da campanha, razão que nos motivou a realizar esta primeira visita de trabalho fora de Luanda, para constatação e avaliação da situação real de atendimento à mulher grávida e ao seu filho, e apresentar o plano operacional local 2019/2021”, disse.

A primeira-dama informou que para o êxito da campanha "Nascer Livre para Brilhar" é necessário estabelecer parcerias com as organizações da sociedade civil, líderes religiosos, autoridades tradicionais, no sentido de facilitar a execução do plano operacional da província de prevenção de transmissão de VIH de mãe para filho.

“Acredito que saímos daqui convictos que precisamos trabalhar ainda mais no engajamento da causa de fazer melhor para que as nossas crianças nasçam livre do VIH de maneira coordenada e sistematizada, e este é o nosso compromisso para a província do Cunene”, referiu.

Durante os dois dias de visita, a primeira-dama visitou o Hospital Geral de Ondjiva e os municipais de Ombadja e de Namacunde.

Dados dos serviços de Saúde no Cunene, indicam que de Janeiro a Abril deste ano, 108 bebés de mães seropositivas nasceram livres do VIH/Sida, na Maternidade do Hospital Geral de Ondjiva, menos 36 casos em relação a igual período anterior.

A campanha nacional “Nascer Livre para Brilhar" foi lançada em Dezembro de 2018, tem como meta a redução da taxa de transmissão do VIH de mãe para filho de 26 por cento, em 2019, e para 14 por cento, até 2021.

Ana Dias Lourenço regressou hoje a Luanda.

Assuntos Província » Cunene  

Leia também
  • 10/06/2019 10:58:59

    Primeira-dama avalia campanha "Nascer Livre para Brilhar"

    Ondjiva - A Primeira-dama da República, Ana Dias Lourenço, está desde hoje (segunda-feira) na cidade de Ondjiva, província do Cunene, para, durante dois dias, avaliar os avanços da campanha "Nascer Livre para Brilhar", que visa eliminar a transmissão do VIH de mãe para filho.

  • 06/06/2019 15:46:53

    MINJUD reforça educação sexual de jovens no Cunene

    Ondjiva - Para reforçar o processo de educação sexual dos jovens, o Ministério da Juventude e Desporto (MINJUD) promoveu, em Ondjiva, província do Cunene, uma palestra de esclarecimento das causas e consequências da gravidez precoce.

  • 02/06/2019 16:59:52

    Mais de 100 bebés nascem livres do VIH/Sida em Ondjiva

    Ondjiva- Cento e oito bebés de mães seropositivas nasceram livre do VIH/Sida, na Maternidade do Hospital Geral de Ondjiva, província do Cunene, entre Janeiro a Abril do ano em curso menos 36 em relação a igual período anterior.