Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Saúde

21 Junho de 2019 | 22h40 - Actualizado em 22 Junho de 2019 | 14h43

Minsa anula medida da Maternidade Lucrécia Paím

Luanda - O Ministério da Saúde (Minsa) orientou, nesta sexta-feira, a Maternidade Lucrécia Paím a anular a cobrança de valores às unidades sanitárias públicas para suportar as despesas de formação de médicos especialistas em ginecologia e obstetrícia.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Vista parcial da Maternidade Lucrécia Paím

Foto: Rosario dos Santos/arquivo

Num comunicado de imprensa chegado à Angop, em reacção a um ofício emitido pela Maternidade Lucrécia Paim divulgado nas redes sociais, o departamento ministerial avança que o Orçamento Geral do Estado (OGE) para as unidades hospitalares centrais prevê uma rubrica para a formação de quadros, incluindo os colocados no primeiro e segundo níveis da pirâmide sanitária.

Adianta que a  referida medida da maternidade não mereceu a aprovação do Minsa, enquanto órgão de tutela, à luz do previsto do Regime Jurídico de Gestão Hospitalar, aprovado através do Decreto Presidencial nº 260/10, de 11 de Outubro.

O Minsa orienta ainda a Maternidade Lucrécia Paím a continuar a desempenhar as suas obrigações referentes à formação de especialistas para as unidades sanitárias da rede pública, sem qualquer custo.

Considera a formação e capacitação de técnicos como um instrumento central no quadro da melhoria contínua da qualidade dos serviços prestados pelas unidades sanitárias do todo o Sistema Nacional de Saúde.

Assuntos Angola  

Leia também
  • 21/06/2019 16:45:10

    MINSA e OMS aprovam estratégia para saúde mental

    Luanda - A Estratégia de Saúde Mental, Álcool, Tabaco e outras drogas, instrumento que permitira Angola reforçar a abordagem de forma holística, para a melhoria da situação mental no país, foi aprovada, nesta sexta-feira, em Luanda, durante o encerramento da Oficina realizada pelo Ministério da Saúde (MINSA) e Organização Mundial da Saúde (OMS).

  • 14/06/2019 15:18:18

    Angola necessita de 300 mil dadores de sangue

    Luanda - O banco nacional de sangue necessita de 300 mil dadores voluntários, para colmatar o défice nesta área e melhorar a assistência às unidades sanitárias, afirmou, nesta sexta-feira, em Luanda, o secretário de Estado da Saúde para a Área Hospitalar, Leornado Inocêncio.

  • 13/06/2019 17:51:27

    Enfermeiros repudiam bastonária da Ordem dos Médicos

    Luanda - A Ordem dos Enfermeiros de Angola repudiou, nesta quinta-feira, as declarações da bastonária da Ordem dos Médicos, Elisa Gaspar, sobre a posição do enfermeiro nas unidades sanitárias.