Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Saúde

02 Agosto de 2019 | 18h53 - Actualizado em 02 Agosto de 2019 | 18h52

Médico angolano no Instituto de Medicina Tropical

Luanda - O médico angolano Filomeno Fortes, especialista em malária e doenças tropicais, foi eleito por unanimidade director do Instituto de Higiene e Medicina Tropical (IHMT) da Universidade Nova de Lisboa.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

médico filomeno fortes (à esquerd.) com o embaixador Carlos Alberto Fonseca

Foto: Cedida

A eleição de Filomeno Fortes, doutor em Ciências Biomédicas e coordenador do Doutoramento em Ciências Biomédicas da Universidade Agostinho Neto, surgiu após um concurso internacional.

O outro finalista foi o médico brasileiro Roberto de Andrade Medronho, professor titular da Universidade Federal do Rio de Janeiro e director da Faculdade de Medicina dessa universidade.

Na apresentação pública da sua proposta de acção para o IHMT para o período de 2019-2023, Filomeno Fortes defendeu o reforço do prestígio nacional e internacional do instituto, bem como as parcerias com os PALOP.

O médico, especialista em Saúde Pública e em malária e doenças tropicais, já desempenhou vários cargos em Angola: foi director nacional de Controlo de Endemias, chefe do departamento de controlo de doenças da Direcção Nacional de Saúde Pública e director do programa de controlo da malária. A nível internacional foi nomeado, em 2012, secretário-geral da Federação Internacional das Doenças Tropicais.

Criado a 24 de abril de 1902, com a denominação de Escola de Medicina Tropical, o IHMT esteve inicialmente vocacionado para o estudo, ensino e clínica das doenças tropicais.

Esta actuação evoluiu para uma abordagem integrada, que vai desde o nível molecular aos sistemas globais de saúde, com um forte empenho na resolução de problemas de saúde que atingem os mais pobres e os excluídos, em todos os continentes".

Assuntos Angola  

Leia também
  • 31/07/2019 16:49:17

    Hospital Esperança atende 10 crianças/dia vítimas de abuso sexual

    Luanda - Sete a dez crianças vítimas de violência sexual são atendidas, diariamente, no Hospital Esperança, em Luanda, para fazer exames periódicos e profilaxia do VIH/Sida e de outras doenças de transmissão sexual.

  • 27/07/2019 16:33:43

    Mais de mil cidadãos beneficiam de assistência médica gratuita

    Luanda - Pelo menos mil cidadãos residentes no Distrito Urbano do Talatona, em Luanda, beneficiaram hoje (sábado) de assistência médica-medicamentosa gratuita, no âmbito da Primeira Feira da Saúde, organizada pela Igreja Teosófica Espírita, em parceria com a Clínica Graça Esperança.

  • 24/07/2019 16:55:34

    Angola advoga reforço na resposta ao surto do Ébola na RDC

    Addis-Abeba - O embaixador de Angola na Etiópia, Francisco da Cruz, considerou importante reforçar-se as iniciativas da União Africana (UA) na procura de respostas à epidemia do Ébola na RDC, a fim de se evitar a sua propagação a outros países da sub-região.