Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Saúde

27 Setembro de 2019 | 16h42 - Actualizado em 27 Setembro de 2019 | 16h42

Angola com um cardiologista para mais de 200 mil habitantes

Luanda - Angola possui apenas 130 cardiologistas nacionais para uma população de mais de 25 cinco milhões de habitantes, número que as autoridades consideram insuficiente para responder a demanda.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

angola com défice de médicos cardiologistas

Foto: Alberto Juliao

O rácio actual é de um cardiologista para mais de 200 mil habitantes, num país com 25 milhões 789 mil e 24 habitantes, segundo dados do Censo Populacional de 2014.

Dados da Sociedade Angolana de Doenças Cardiovasculares indicam que 20 por cento dos indivíduos adultos em Angola são hipertensos e mais de 50 por cento desconhecem o seu estado de saúde.

A hipertensão arterial é uma doença silenciosa, cujos sintomas, muitas da vezes, demoram a aparecer. Por isso, é importante que as pessoas tenham uma rotina de exames para identificar algum distúrbio.

Neste total de especialistas,  Luanda é a província que alberga o maior número de médicos cardiologistas.

Os  números de Angola estão muito próximos aos de alguns outros países da África Austral com a desvantagem do país ter menos profissionais para atender os doentes que se tem.

A média da África Austral é de 20 por cento da população adulta hipertensa e menos de sete por cento dos indivíduos considerados hipertensos em tratamento estarem controlados, sendo a zona do continente aonde esta patologia mais progride com menos sucesso no seu controlo.

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS) estima-se que até 2030 as Doenças Cardiovasculares serão responsáveis pela morte de aproximadamente 23,6 milhões de pessoas no mundo.

O presidente da Sociedade Angolana de Doenças Cardiovasculares, Gade Miguel, afirmou que estes dados demonstram a crescente necessidade de especialistas nesse ramo.

Para o especialista em cirurgia cardiológica, que não avançou dados de pacientes que padecem dessa enfermidade, há um índice elevado de mortes por acidentes cardiovasculares, de acordo as estatísticas mundiais.  

O também académico, aponta para a necessidade da adpção de estilos de vida saudáveis para se poder reduzir tanto a morbilidade quanto a mortalidade.

Avança que o tratamento para o problema do coração é caro e de alta complexidade e exige uma infra-estrutura e pessoal diferenciado.

“Hoje esse tratamento é feito em parcerias público privada entre o Ministério da Saúde e instituições que já possuem infra-estruturas, implicando custos elevados para o Estado””, reforçou.

Gade Miguel, que falava à imprensa à margem da Jornada de Cardiologia promovida pela Clínica Girassol, no âmbito do Dia Mundial do Coração, apontou como exemplo o trabalho desenvolvido por esta instituição sanitária, cujos dados apontam para três  mil crianças submetidas a cirurgias.

Como principais patologias apontou  as cardiopatias congénitas de vária ordem, válvulo patias reumáticas, com índice d sucesso de 95 por cento e 5 por cento de mortalidade.

Em relação aos adultos, e sem fornecer dados, disse que as principais patologias para os serviços cirúrgico são válvulo patias reumáticas e doenças coronarianas e dos grandes vasos.

Assuntos Angola  

Leia também
  • 27/09/2019 22:43:52

    Hospital Psiquiátrico com mais de 90 casos de tentativa de suicídio

    Luanda - O Hospital Psiquiátrico de Luanda registou, no primeiro semestre deste ano, 93 casos de tentativa de suicídio por depressão.

  • 26/09/2019 17:40:22

    Clínica Girassol realiza cirurgias ao vivo

    Luanda - Pela primeira vez na história de Angola, médicos, estudantes, órgãos de comunicação social e profissionais do sector da saúde acompanharam duas intervenções cirúrgicas cardíacas ao vivo, na Clínica Girassol, em Luanda.

  • 25/09/2019 22:27:55

    MINSA exorta profissionais a reflexão profunda

    Luanda - O Ministério da Saúde (MINSA) exortou, nesta quarta-feira, os profissionais do sector a uma profunda reflexão sobre o desempenho, em prol dos utentes das unidades sanitárias nacionais.