Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Sociedade

18 Junho de 2017 | 21h22 - Actualizado em 19 Junho de 2017 | 07h27

Cuanza Norte: Responsável pede maior comprometimento com a criança

Ndalatando - A directora provincial do Cuanza Norte da Assistência e Reinserção Social, Vitória Braga dos Santos, solicitou, domingo, em Ndalatando, maior comprometimento da sociedade na realização dos direitos e interesses da criança, por representarem o alicerce do desenvolvimento social e económico do país.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Directora provincial do Minars, Victória Braga (Arquivo)

Foto: Eliseu Veloso

A responsável fez este pronunciamento no acto de encerramento da primeira edição da Feira da Primeira Infância, tendo reconhecido que a actual situação da província, em relação a primeira infância, ainda exige uma atenção especial do governo local, quer no domínio da saúde quanto no da educação, justiça e de outros sectores, onde ainda se registam alguns problemas e desafios.

“ Uma atenção especial deve ser dada as instituições infantís que realizam o compromisso de educação na primeira infância”, sublinhou.

Salientou que a preocupação do governo da província vai no alargamento da rede de instituições públicas de educação à primeira infância e no incentivo às iniciativas privadas que pretendam colaborar com o governo na prestação de serviços nesta área.

Segundo a mesma, o evento, que decorreu de 16 a 18 do mês em curso, visou divulgar as acções do governo local em prol da criança, em especial para os menores de cinco anos.

Serviu igualmente, prosseguiu, de alerta para a necessidade de se prestar maior atenção aos demais problemas que afetam as crianças, visando encontrar, a curto prazo, soluções eficazes para melhorar as condições de assistência, cuidados e educação dos petizes.

A feira, com duração de três dias, decorreu sob o lema “ Pela criança, Angola sempre comprometida”, no âmbito da Jornada da Criança, no recinto da Feira Internacional do Cuanza Norte.

A iniciativa do governo da província contou com a participação de milhares de crianças de diferentes escolas e centros infantis públicos e privados locais.

Durante o certame, foram expostos brinquedos, espaços temáticos ligados à infância, maquetes sobre casas e aldeias, livros que retratam a vida animal, das plantas, e para entretenimento de menores em idade escolar, bem como artigos de higiene e de cuidados da primeira infância.

Leia também
  • 20/03/2018 17:32:51

    Rio Cambongo transborda e deixa casas nos combatentes alagadas

    Sumbe - Moradores do Bairro dos Antigos Combatentes, na periferia da cidade do Sumbe (Cuanza Sul), têm hoje (terça-feira) as suas casas alagadas, devido ao transbordo do rio Cambongo, afectando pelo menos duas mil e cinco mil pressoas.

  • 20/03/2018 16:11:19

    Defendida reactivação dos centros de reabilitação física do país

    Ndalatando - A reactivação da actividade dos centros de reabilitação física do país, foi defendida hoje, terça-feira, pelo director do Gabinete Provincial do Cuanza Norte dos Antigos Combatentes e Veteranos da Pátria, Guilherme Sebastião Neto, para garantir assistência aos deficientes de guerra que dela necessitam.

  • 20/03/2018 15:24:25

    Destacado contributo da sociedade civil na socialização dos reclusos

    Ndalatando - O contributo da sociedade civil na moralização e socialização para a reintegração dos reclusos do Estabelecimento Prisional do Cuanza Norte foi destacado, hoje, terça-feira, em Ndalatando, pelo director da mesma instituição, superintende prisional chefe, José Manuel Teixeira, durante o acto das comemorações do 39º aniversário do órgão.

  • 20/03/2018 14:56:13

    Falta de água canalizada aumenta riscos de afogamentos em cacimbas

    Ndalatando - Os riscos de afogamentos, principalmente de crianças, em cacimbas onde a população retira a água para o consumo está a aumentar, em alguns bairros da cidade de Ndalatando, devido à falta de água canalizada nessas zonas, fez saber hoje (terça-feira) o porta-voz do comando provincial do Serviço Nacional de Protecção Civil e Bombeiros, André da Costa.