Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Sociedade

11 Janeiro de 2018 | 19h10 - Actualizado em 12 Janeiro de 2018 | 12h42

Igrejas chamadas a reforçar apelos contra alcoolismo

Huambo - As confissões religiosas de Angola devem reforçar os apelos contra o alcoolismo na sociedade, por ser um mal que está a desestruturar muitas famílias e a causar mortes, apelou hoje (quinta-feira), nesta cidade, o secretário da Convenção Baptista na província do Huambo, pastor Martinho Sequesseque.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Bebidas alcoólicas (amostra)

Foto: Angop

Ao abordar da problemática do alcoolismo, as suas causas e consequências, a fonte afirmou que "as igrejas, infelizmente, têm demonstrado pouca atitude no combate contra este fenómeno social maléfico, cujas proporções já são alarmantes na sociedade angolana, atingindo, sobretudo, adolescentes e jovens", vincou.

Para o também pastor da Igreja Baptista "Vida Nova", a desobediência aos ensinos de Deus, contidos na Bíblia Sagrada, "constitui a principal causa do alcoolismo, colocando em causa a construção de uma sociedade harmoniosa e digna", rematou.

“Muitos especialistas, que apontam o desemprego e a pobreza, como principais causas do alcoolismo na sociedade, têm as suas razões, mas, para nós, teólogos, é a desobediência a Deus que leva muitos a caírem neste mal e a viverem sem regras”, argumentou.

O pastor Martinho Sequesseque afirmou discordar que a pobreza seja a causa de muitos cidadãos enveredarem ao “mundo” do álcool, pois, na sua óptica, os que mais consomem álcool, e de forma abusiva, são pessoas com rendimentos médios e altos.

Lamentou, por isso, a falta de políticas estratégicas orientadas para combater este mal, que, segundo ele, está a causar instabilidade social, económica, desestruturação das famílias, envelhecimento precoce da população e doenças graves diversas.

Além de exortar as Igrejas a reforçarem o seu papel, o secretário da Convenção Baptista na província do Huambo chamou a atenção das famílias para a necessidade de serem mais vigilantes, banindo este mal entre os seus membros.

Assuntos Província » Huambo  

Leia também
  • 19/03/2018 17:36:06

    Cidadã de 65 anos espancada até a morte

    Huambo - Uma cidadã de 65 anos de idade, residente na comuna da Luvemba, no município do Bailundo, 103 quilómetros da cidade do Huambo, foi espancada até a morte, por um jovem de 21 anos, que a acusou de feiticeira.

  • 18/03/2018 22:50:28

    Fiéis da IECA chamados a promover boa conduta social

    Caála - Os fiéis da Igreja Evangélicas Congregacional em Angola (IECA) foram exortados hoje, domingo, na cidade da Caála (Huambo), a serem exemplares na promoção da boa conduta social e seguir a doutrina cristã para transformar as comunidades em sociedades humanizadas.

  • 18/03/2018 01:45:54

    Uso correcto das redes sociais entre as metas da juventude da IECA

    Caála - O uso correcto das redes sociais, sobretudo ao serviço da evangelização, consta do plano de acção da juventude da Igreja Evangélica Congregacional de Angola (IECA), aprovado, sábado, na cidade da Caála, província do Huambo.

  • 16/03/2018 21:19:48

    Central Híbrida do Longonjo será concluída em Maio

    Longonjo - As obras da Central Híbrida de Energia Eléctrica do município do Longonjo, 64 quilómetros da cidade do Huambo, serão concluídas em Maio, após quase um ano do seu arranque.