Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Sociedade

14 Janeiro de 2018 | 08h46 - Actualizado em 14 Janeiro de 2018 | 08h46

Lunda Sul: Níveis de crescimento do Muconda animam autoridades tradicionais

Muconda - O crescimento gradual do município do Muconda, província da Lunda Sul, que sábado completou 50 anos de existência, anima as autoridades tradicionais locais, pelo facto de paulatinamente estar a contribuir no seu desenvolvimento sustentável.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Lunda Sul: Rua principal do município do Muconda

Foto: HÉLDER DIAS

Tal desenvolvimento resume-se no aumento de salas de aulas, expansão da rede sanitária, a construção de arruamentos e da estrada nacional número 180.

Em declarações à Angop, o regedor do Muconda, João Yamba Sacungo, afirmou que a municipalidade até o ano 2002 tinha centenas de crianças fora do sistema escolar por falta de salas e professores, mas hoje a realidade é bem diferente, tudo mudou para melhor.

A livre circulação de pessoas e bens entre províncias, o alavancamento de projectos agrícolas para o auto-sustento alimentar das famílias, a construção de pontes e pontecos, segundo a mais alta autoridade tradicional, figuram entre vários ganhos que o município do Muconda alcançou nos últimos anos.

O soba solicitou às operadoras (UNITEL e Movicel) a melhorarem o sinal de telefonia móvel nas comunas do Muriege, Chiluange e Cassai-Sul, devido à dificuldade de comunicação com familiares residentes na capital da Província, Saurimo, e em outras localidades do país.

Por seu turno, a nova administradora municipal, Maria Segunda, explicou que em 2002 Muconda era apenas uma pequena vila com meia dúzia de infra-estruturas sociais e poucos habitantes. Hoje a realidade é outra, regista-se níveis de desenvolvimento acentuados.

No sector da educação, em 2002 havia oito escolas. Actualmente o número subiu para 45, com um total de 174 salas de aulas e 257 professores que asseguram todos os níveis de ensino.

Explicou que anteriormente não era possível atingir a municipalidade em poucas horas, devido a enormes buracos que apresentava a malha viária. Mas, registaram-se melhorias, destacando a construção da estrada número 180 que liga Saurimo ao Luau, na província do Moxico, que tem facilitado a permuta de mercadorias entre as populações das duas províncias.

No sector habitacional, segundo a responsável, foram construídas 108 residências, das 200 previstas, estando 92 habitadas e as restantes aguardam por ocupantes.

Reconheceu que há outros sectores como a de energia e água que não tiveram grandes avanços devido a situação da crise que o país enfrenta há sensivelmente três anos. Contudo, tal situação deverá ser ultrapassada logo que haver disponibilidade financeira.

Por outro lado, apelou aos empresários nacionais e estrangeiros a investirem no Muconda, por possuir rios, terrenos férteis para a prática agrícola e zonas para construção de espaços turísticos, com vista a dar vida à municipalidade e emprego aos jovens.

O município de Muconda possui 36 mil e 585 habitantes, distribuídos em 11 regedorias, 18 bairros, 12 povoações e 28 aldeias. É constituído por quatro comunas, nomeadamente, Muconda, Cassai Sul, Muriege e Chiluange.

É limitado a Norte pelo município de Saurimo, a Este pela República do Congo, a Sul pelos municípios de Luau e Luacano e a Oeste pelo município de Dala. Até 1975 levava o nome de Nova Chaves.

Leia também