Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Sociedade

12 Janeiro de 2018 | 18h34 - Actualizado em 12 Janeiro de 2018 | 19h09

SIC em Benguela esclarece roubo de 11 milhões de Kwanzas

Benguela - O Serviço Provincial de Investigação Criminal em Benguela esclareceu e apresentou hoje (sexta-feira) quatro cidadãos supostamente implicados no roubo de 11 milhões de Kwanzas, que resultou na morte de um segurança de uma empresa privada.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Supostos meliantes detidos

Foto: Angop/Arquivo

O roubo ocorreu no mês de Outubro de 2017, quando quatro cidadãos armados perseguiram uma viatura que transportava valores monetários pertencentes a um armazém de alimentos. Os ocupantes  foram surpreendidos com disparos à queima-roupa e no local causando a morte do segurança da empresa e ferimentos graves à funcionária do referido armazém. 

Passados quatro meses, o Serviço de Investigação Criminal (SIC), em coordenação com o Comando Provincial da PN, através de várias diligências investigativas, procederam à detenção de quatro supostos autores integrantes do grupo, composto por oito elementos reincidentes criminais e perigosos. 

De acordo com o director provincial do Gabinete de Comunicação Institucional e Imprensa do MININT em Benguela, superintendente-chefe Pinto Caimbambo, que falava aos jornalistas no acto de reconstituição do crime, os suspeitos foram detidos segunda-feira, no município de Benguela.  

O responsável fez saber que os supostos marginais, que tinham residências fixas no município do Cubal, alegadamente protagonizavam assaltos à mão armada nas zonas A e B, que correspondem os bairros periféricos de Benguela, tendo como principais alvos armazéns e cidadãos estrangeiros. 

Pinto Caimbambo adiantou que, na sequência das detenções, foram igualmente apreendidas duas armas de fogo do tipo AKM, com os respectivos carregadores e munições, que terão sido utilizadas no assalto.

O motorista que dirigiu a viatura que transportava os valores, no dia do assalto, José Trigo Pecosse, louvou o trabalho da Polícia por ter esclarecido o crime e lamentou a perda do seu colega.

Na ocasião, foi ainda apresentado um cidadão de 32 anos de idade acusado de ter morto a esposa, por razões passionais, na zona do Luacho, comuna do Dombe Grande, município da Baía-Farta. 

Leia também
  • 20/03/2018 16:14:41

    SIC recupera bens alimentares diversos destinados a cadeia do Peu-peu

    Benguela - O Serviço Provincial de Investigação Criminal em Benguela, procedeu nesta segunda-feira, na localidade de Talamajamba, arredores do município sede, a recuperação de diversas quantidades de bens alimentares que tinham como destino a cadeia do Peu-peu na província do Cunene.

  • 19/03/2018 19:19:51

    Manifestações de carinho e de reconhecimento marcam dia do pai

    Luanda - Diversas manifestações de carinho, amor e reconhecimento do empenho dos pais nas mais múltiplas frentes em beneficio aos educandos e conselhos aos que se furtam no cumprimento de seus deveres, como de prestação de alimentos, marcaram hoje, segunda-feira, a passagem do dia do pai.

  • 15/03/2018 18:42:58

    AADNA prioriza recenseamento de membros

    Benguela- A Associação de Apoio ao Desenvolvimento dos Nacionalistas Angolanos (AADNA) estabeleceu como prioridade da sua acção para este ano, o enquadramento dos cidadãos com requisitos adequados para sua organização, bem como a criação de estruturas municipais representativas.

  • 13/03/2018 17:47:06

    Autoridades fiscalizam carne e derivados contaminados com listeria

    Benguela - Uma equipa muti-sectorial que integra os Serviços de Saúde e Investigação Criminal trabalha, nos últimos dias, na província de Benguela, para localizar carnes enlatadas de origem sul-africana que se encontram contaminadas pelo vírus da "listeria", cujo consumo e comercialização no país já foi proibida pelo Ministério angolano da Agricultura.