Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Sociedade

10 Fevereiro de 2018 | 23h53 - Actualizado em 10 Fevereiro de 2018 | 23h56

Cuanza Norte: CFL já trabalha na reposição da circulação do comboio Luanda/Malanje

Ndalatando - Uma equipa técnica dos Caminhos de Ferro de Luanda (CFL) já trabalha na reparação da linha visando a reposição da circulação normal do comboio de Luanda/Malanje após o descarrilamento ocorrido na última quarta-feira (7 de Fevereiro) na localidade do vale do Zondo, a 12 quilómetros de Ndalatando (capital do Cuanza Norte).

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Cuanza Norte: Comboio do CFL descarrila a 12 quilómetros da estação de Ndalatando

Foto: Foto cedida

Cuanza Norte: delegado provincial do CFL, Alfredo Ngunza

Foto: Lucas Leitão

Cuanza Norte: Comboio do CFL descarrila a 12 quilómetros da estação de Ndalatando

Foto: Foto cedida

O facto foi anunciado à Angop, neste sábado, pelo delegado do CFL no Cuanza Norte, Alfredo Ngunza esclarecendo que o incidente foi devido a uma falha técnica que obrigou o recuo do comboio e consequentemente o descarrilamento de duas carruagens que cortaram a circulação normal do comboio de Luanda à Ndalatando.

Do incidente, referiu, resultou apenas o ferimento ligeiro a uma passageira e apesar do ocorrido, parte da locomotiva manteve-se estável na linha e deu prosseguimento normal da viagem até a província de Malanje.

Alfredo Ngunza  disse que face a ocorrência, o Conselho de Administração do CFL criou uma equipa técnica que trabalha desde quarta-feira última no Cuanza Norte para apuramento das causas do incidente e reposição da circulação normal  do comboio, por via do carrilamento das carruagens tombadas sobre o traçado da linha férrea.

Enquanto decorrem os trabalhos, referiu que se encontra paralisada a circulação normal do comboio do CFL na via Luanda/Malanje, sem contudo apontar o prazo para a conclusão da operação.

Por outro lado, o responsável considerou aceitável o nível de adesão dos cidadãos aos serviços dos comboios do CFL que regista uma média de 50 a 60 passageiros que embarcam a partir da estação de Ndalatando com destino a Luanda e vice-versa, duas vezes por semana.

Leia também
  • 20/03/2018 17:32:51

    Rio Cambongo transborda e deixa casas nos combatentes alagadas

    Sumbe - Moradores do Bairro dos Antigos Combatentes, na periferia da cidade do Sumbe (Cuanza Sul), têm hoje (terça-feira) as suas casas alagadas, devido ao transbordo do rio Cambongo, afectando pelo menos duas mil e cinco mil pressoas.

  • 20/03/2018 16:11:19

    Defendida reactivação dos centros de reabilitação física do país

    Ndalatando - A reactivação da actividade dos centros de reabilitação física do país, foi defendida hoje, terça-feira, pelo director do Gabinete Provincial do Cuanza Norte dos Antigos Combatentes e Veteranos da Pátria, Guilherme Sebastião Neto, para garantir assistência aos deficientes de guerra que dela necessitam.

  • 20/03/2018 15:24:25

    Destacado contributo da sociedade civil na socialização dos reclusos

    Ndalatando - O contributo da sociedade civil na moralização e socialização para a reintegração dos reclusos do Estabelecimento Prisional do Cuanza Norte foi destacado, hoje, terça-feira, em Ndalatando, pelo director da mesma instituição, superintende prisional chefe, José Manuel Teixeira, durante o acto das comemorações do 39º aniversário do órgão.

  • 20/03/2018 14:56:13

    Falta de água canalizada aumenta riscos de afogamentos em cacimbas

    Ndalatando - Os riscos de afogamentos, principalmente de crianças, em cacimbas onde a população retira a água para o consumo está a aumentar, em alguns bairros da cidade de Ndalatando, devido à falta de água canalizada nessas zonas, fez saber hoje (terça-feira) o porta-voz do comando provincial do Serviço Nacional de Protecção Civil e Bombeiros, André da Costa.