Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Sociedade

09 Fevereiro de 2018 | 16h12 - Actualizado em 09 Fevereiro de 2018 | 16h12

Descentralização administrativa facilita responsabilização -Jurista

Malanje - A facilidade na responsabilização de detentores de cargos públicos e não só, por eventuais transgressões aos princípios que norteiam a ordem jurídica, incluindo o aumento da eficácia do serviço público, foram descritas hoje (sexta-feira) pelo jurista Neves Moxi, como sendo as principais vantagens da descentralização administrativa.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Ao dissertar numa palestra sobre a Descentralização Administrativa e o Poder Local, durante a abertura das festividades alusivas ao 86º aniversário da cidade de Malanje, a assinalar-se no próximo dia 13 de Feverieor, o jurista frisou que a descentralização ajuda a melhorar a qualidade do funcionamento das instituições e aproxima os serviços públicos aos cidadãos.

De acordo com o prelector, a descentralização administrativa confere poder decisório às autoridades locais, permitindo desburocratizar os serviços e agilizar os mecanismos que visam responsabilizar servidores públicos que emperram o normal funcionamento das instituições do Estado, ao nível dos municípios e das comunas.

 “A descentralização ajuda a tomar decisões mais céleres que, em outras situações, dependeriam do poder central”, acrescentou o palestrante, tendo sublinhado que tal procedimento dá, ainda, autonomia aos técnicos de tomarem decisões e eleger prioridades com base no conhecimento que tem da realidade da localidade.

A cidade de Malanje foi elevada à categoria de cidade a 13 de Fevereiro de 1932, pelo primeiro governador do então distrito, Veríssimo Sarmento, através do Diploma Legislativo número 313, do regime português.

Em saudação à data, estão agendadas várias actividades, como a feira do produto e literária, concerto Gospel, moda/Malanje, torneio de futebol onze, mesa-redonda sobre a cidade, palestras e "Malanje na rota da prosperidade", entre outros atractivos.

Leia também
  • 21/03/2018 14:35:43

    Unicef destaca programa de registo logo a nascença

    Uíge - O representante do Unicef em Angola, Abubakar Sultan, considerou hoje, quarta-feira, nesta cidade, que o programa " Nascer com registo", do Ministério da Justiça, é uma importante estratégia inovadora que visa salvaguardar o direito da criança obter um registo e uma identidade logo à nascença.

  • 21/03/2018 14:31:07

    Programa "Nascer com Registo" prevê atingir 180 postos informatizados

    Uíge - O programa "Nascer com Registo", do Ministério da Justiça e dos Direitos Humanos, que prevê a interligação das maternidades e as unidades de saúde às Conservatórias de Registo Civil, por meio de um sistema informatizado, prevê atingir, até o próximo ano, 180 postos.

  • 21/03/2018 12:59:10

    Membros do IAJ visitam Angop

    Luanda - Membros do Instituto Angolano da Juventude (IAJ) visitaram hoje, quarta-feira, em Luanda, a Agência Angola Press (Angop) onde trataram assuntos de cooperação.

  • 21/03/2018 11:22:47

    Associação expande rede de combate contra as drogas

    Luena - A expansão e o engajamento de novos membros da sociedade na rede de combate contra as drogas no Moxico são entre outras as prioridades do novo secretário da ANLD (Associação local de Luta contra as drogas), Herman Miji, eleito hoje, quarta-feira, no Luena.