Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Sociedade

10 Fevereiro de 2018 | 18h09 - Actualizado em 10 Fevereiro de 2018 | 19h15

Ministro elege como prioridade homologação de processos dos antigos combatentes

Saurimo - A homologação de mais de 40 mil processos dos Antigos Combatentes e Veteranos da Pátria do país, existentes no ministério de tutela, constitui uma das prioridades este ano do seu ministro, João Ernesto dos Santos.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Ernesto dos Santos Liberdade, Ministro dos Antigos Combatentes e Veteranos da Pátria

Foto: ANGOP

Em declarações hoje, sábado, em Saurimo (Lunda Sul) à imprensa, no quadro do balanço da sua visita, o governante esclareceu que a homologação deste grupo permitirá que cada um receba o que merece, pelo contributo dado na Luta de Libertação Nacional e não só.

Segundo o ministro que considerou positiva a visita, elegeu como segunda prioridade a criação do cartão de identificação do Antigo Combatente, com vista a merecer um tratamento especial e adequado por parte das instituições públicas e privadas.

João Ernesto dos Santos afirmou ainda que o ministério que dirige continuará a trabalhar permanentemente com o governo provincial da Lunda Sul, no sentido de contribuir nas acções, que visam concorrer à melhoria da qualidade de vida dos assistidos.

Sublinhou que dos encontros mantidos com os assistidos, associações de ex-militares e distintos membros do governo local, os problemas são conjunturais e paulatinamente serão resolvidos.

“Reconheço que o Ministério dos Antigos Combatentes não consegue oferecer tudo aos assistidos, tendo em conta o que espelha a Constituição da República de Angola, sobre os seus direitos e deveres”, enfatizou.

O ministro dos Antigos Combatentes e Veteranos da Pátria, João Ernesto dos Santos, na companhia do governador, Ernesto Kiteculo, visitaram na comuna do Mona Quimbundo, a escola técnica Agrária da comuna do Mona Quimbundo, projecto da piscicultura e o centro de multiplicação de sementes da mandioca.

A província da Lunda Sul tem 14 mil e 682 assistidos, dos quais 7 mil e 939 são antigos combatentes, 623 deficientes de guerra, 190 viúvas de combatentes, cinco mil e 840 órfãos, 83 ascendentes e quatro acompanhantes.

O Ministério dos Antigos Combatentes e Veteranos da Pátria controla, a nível do país, um total de 160 mil assistidos.

Leia também