Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Sociedade

14 Junho de 2018 | 15h36 - Actualizado em 14 Junho de 2018 | 15h36

Bombeiros aconselham população a cobrir cacimbas

Malanje - Uma campanha de sensibilização da população sobre a necessidade de cobertura das cacimbas foi desenvolvida nos últimos sete dias por especialistas de avaliação de riscos e acção comunitária do comando provincial de protecção civil e bombeiros, nos bairros da cidade de Malanje.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

A informação consta do balanço da situação operativa da corporação referente ao período de 4 a 11 deste mês, levado a cabo na província, cuja jornada visou alertar à população dos bairros, no sentido de cobrirem as cacimbas com estruturas de betão armado e tampos encadeados, para evitar que crianças possam se afogar e prevenir outros desastres.

Durante a sensibilização, de acordo com o documento, os especialistas exortaram os munícipes a guardar as chaves das cacimbas fora do alcance das crianças, bem como entulhar os poços de água fora de uso.

Segundo ainda o informe, a população foi ainda orientada a não utilizar gasolina na limpeza das cacimbas como tem sido prática e solicitar o serviço de saúde em caso de limpeza e tratamento da água das cacimbas, para se evitar possíveis afogamento ou intoxicação por uso excessivo de desinfectantes.

Relativamente as ocorrências, no período em referência os Serviços de Protecção Civil e Bombeiros procederam o resgate de um cadáver em estado avançado de decomposição, bem como quatro transportações de quatro cidadãos para o hospital regional de Malanje

Durante o período em análise os bombeiros intervieram ainda em seis extinções de incêndios de pequenas proporções, que causaram danos materiais não estimados, cujas causas que estiveram na base dos mesmos foram curto-circuito e negligência.

Em relação ao período anterior houve aumento de quatro casos de incêndios e diminuição de cinco casos de transportações de cidadãos ao hospital regional de Malanje para efeitos de assistência médica, por sentirem-se mal na via pública.

Leia também