Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Sociedade

13 Junho de 2018 | 17h28 - Actualizado em 13 Junho de 2018 | 17h28

Polícia Nacional retira armas de fogo de supostos marginais

Luanda - Cinco armas de fogo foram retiradas nas últimas 24 horas das mãos de supostos marginas pelo Comando Provincial da Polícia Nacional (PN), menos uma em relação ao período anterior, revela uma fonte policial.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Armas de fogo recuperados pela Polícia Nacional

Foto: AURÉLIO SEGUNDA MOURINHO

Em declarações hoje (quarta-feira) à Angop, o oficial de informação do Gabinete de Comunicação Institucional e Imprensa do órgão de Polícia, sub-inspector, Euler Matari, informou que retirou-se também duas viaturas, 48 quilogramas de estupefaciente e utensílios de utilidade doméstica, bem como detidos 52 indivíduos por suspeita de práticas criminosas.

Já na segurança rodoviária registaram-se dois acidentes de viação, com três feridos, aplicadas 211 multas por infrações ao código de estrada. O serviço de emergência policial registou 115 solicitações de intervenção.

Agradeceu os cidadãos que fizeram denúncias de factos criminais ou de situações que colocam em causa a segurança pública.

Com uma população estimada em mais de seis milhões de habitantes, fazem parte da província de Luanda os municípios de Luanda, Cazenga, Cacuaco, Viana, Belas, Kilamba Kiaxi,Talatona, Icolo e Bengo e Quiçama.
 

Assuntos Polícia Nacional   Sociedade  

Leia também
  • 13/06/2018 15:14:47

    CICA pede reforço da capacidade de resiliência das comunidades

    Ondjiva - O reforço da capacidade de resiliência das comunidades, para a preservação do meio ambiente. foi solicitado, quarta-feira, em Ondjiva, província do Cunene, pelo coordenador do Projecto Justiça Climática, afecto ao Conselho Nacional de Igrejas Cristas em Angola (CICA), Manuel Domingos.

  • 13/06/2018 14:59:39

    Nova responsável da Justiça aposta na expansão do registo de nascimento

    Ndalatando- A expansão dos serviços de registo civil às zonas mais recônditas do Cuanza Norte, visando assegurar o registo do nascimento a todos os cidadãos, constitui a aposta da nova delegada província da Justiça e Direitos Humanos, Delfina Graciosa Camulombo, segundo declarou a mesma esta quarta-feira, em Ndalatando.

  • 13/06/2018 14:57:18

    ALPA condena discriminação contra pessoas albinas

    Ondjiva - A responsável da Associação de Apoio as Pessoas Albinas, na província do Cunene, Andreia Gilberto, reprovou hoje, quarta-feira, as acções discriminatórias para com os portadores de albinismo, cujos actos têm adquirido contornos elevados.