Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Sociedade

08 Novembro de 2019 | 07h44 - Actualizado em 08 Novembro de 2019 | 07h44

Líderes sociais da Huíla e Cunene em formação

Lubango - Quarenta e seis líderes das organizações da sociedade civil das províncias Huíla e Cunene participam desde quinta-feira, no Lubango, num módulo da formação de formadores em género e Vih/Sida, numa indicativa da Acção para o Desenvolvimento Rural e Ambiente (ADRA).

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

O evento está a servir para capacitar os líderes com conhecimentos para trabalharem como activistas comunitários e reforçar a capacidade institucional da ADRA, nos domínios da sustentabilidade institucional e no processo de desenvolvimento sustentável, com base nas temáticas de direitos das mulheres, género e das Doenças Transmissíveis Sexualmente.

A acção formativa visa promover uma reflexão em termos da metodologia de trabalho, tendo em conta as diferentes abordagens sobre direitos das mulheres.

Em declarações à ANGOP, no Lubango, a coordenadora do projecto género e desenvolvimento da ADRA, Sílvia Mungongo, afirmou que a actividade vai permitir aos participantes disseminar a informação sobre a prevenção de doenças nas comunidades mais distantes e onde não há acesso a comunicação

Afirmou que se pretende chamar a atenção dos decisores para a importância de se garantir os direitos das mulheres e o equilíbrio e equidade do género, que se junta a questão da saúde sexual e reprodutiva, uma vez que a mulher é o grupo mais vulnerável em relação a enfermidade.

Durante dois dias serão abordados matérias ligadas a análise do cumprimento das recomendações do módulo anterior, nível de engajamento/participação das mulheres nas organizações locais (Associações e cooperativas), metodologia Gals tendo em conta as várias abordagens metodológicas sobre direitos das mulheres.

Para sexta-feira vão ser ministrados noções gerais sobre Vih/Sida, emprego e formação profissional (novo código penal), e como os activistas devem trabalharem nas suas comunidades.

Criada em 1990, a ADRA é uma organização não-governamental vocacionada na promoção da construção de um desenvolvimento democrático e sustentável, social, económico e ambiental do país, bem como a reconciliação nacional.

Leia também
  • 07/11/2019 20:17:04

    Menor morre afogado em cacimba no Quipungo

    Lubango - Um menor de sete anos de idade morreu afogado numa cacimba no município de Quipungo, província da Huíla, na quarta-feira, quando provavelmente brincava junto ao poço.

  • 07/11/2019 16:46:38

    Autoridades detêm implicados da invasão da cadeia Luzia

    Saurimo - Vinte e quatro cidadãos foram detidos, recentemente, pelo efectivo do Comando Provincial da Polícia Nacional da Lunda Norte nos últimos dias após tentativa falhada de resgate de um recluso, em Outubro deste ano, da cadeia do Luzia.

  • 07/11/2019 16:11:39

    Mbanza Kongo ganha aterro sanitário

    Mbanza Kongo - Trezentos e 22 milhões de Kwanzas serão aplicados, em 2020, na construção de um aterro sanitário e aquisição de uma incineradora para o tratamento do lixo hospitalar na cidade de Mbanza Kongo, província do Zaire.