Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Sociedade

30 Novembro de 2019 | 18h13 - Actualizado em 30 Novembro de 2019 | 18h13

Governo destaca construção de infra-estruturas para bombeiros

Luanda - O secretário de Estado do Interior, Bamúquina Nzau, destacou, neste sábado, em luanda, a criação e construção de laboratórios de investigação de causa de incêndios, para garantir a componente prática em torno da formação.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

1 / 1

Quartel Principal do Serviço de Protecção Civil e Bombeiros do Moxico

Foto: kinda kyungu

O responsável, que falava nas comemorações do Dia Nacional dos Bombeiros, avançou a construção de mais infra-estruturas de protecção civil e bombeiros, a nível nacional, tendo em conta as autarquias e o nível de crescimento das cidades, distritos e municípios, constam das acções a curto e médio prazo, a serem executadas pelo sector.

Bamúquina Nzau realçou a consolidação da construção da escola média técnica de bombeiros, na Baia Farta (Benguela), bem como o seu apetrechamento para fazer face aos desafios actuais no domínio da formação do pessoal a todos os níveis.

Dados disponíveis indicam que, no período de Janeiro a Outubro deste ano, foram  registados dois mil e 256 incêndios de médias e pequenas proporções, 528 presumíveis afogamentos e 510 acidentes de viação com vítimas encarceradas.

Os sinistros causaram de duas mil e 285 mortes, em todo o país.

O sector habitacional, com mil e 87 registos, e o ambiental, com 468 ocorrências, foram os mais afectados.

Luanda

Na capital angolana os bombeiros têm um registo de  mil e 54 sinistros mortos e mil e 231 feridos em consequência de vários sinistros.

Zaire

Nesta província, o SNPCB aponta a necessidade de mais meios humanos e materiais, para alargar o raio de acção.

A dotação de permitira cobrir os municípios do Cuimba, Nóqui e Tomboco, ainda asem os serviços dos bombeiros, e elevar, ainda mais, a capacidade de operacionalidade do órgão em Mbanza Kongo, no Soyo e Nzeto.

Actualmente, o SPCB no Zaire dispõe de apenas três meios de combate a incêndios, sendo dois em Mbanza Kongo, um dos quais em mau estado técnico, e um no Soyo, incluindo duas ambulâncias, e um pessoal constituído por cerca de 230 efectivos.

Cunene

O comandante José Catraio considerou preocupante os registos de de Dezembro de 2018 a Novembro deste ano, consubstanciado em 57 incêndios, mais três em relação ao igual período anterior.

O aumento das ocorrências exigem a adopção de novos modos de actuação, no que toca a sensibilização e mobilização da comunidade para a observância das normas de prevenção contra a extinção de incêndios.

Cuanza Norte

Oitenta e um incêndios de pequenas e médias proporções foram registados de Janeiro a Novembro deste ano, menos 27 em comparação com o igual período de 2018.

A corporação registou ainda a ocorrência de 30 afogamentos em rios e lagoas da região, 18 suicídios e 22 mordeduras de cobras que causaram dois óbitos.

Cuanza Sul

Nesta província a corporação registou 994 ocorrências entre incêndios e resgates de pessoas em iminência de afogamento.

Este número representa um aumento de 131 casos em relação ao igual período de 2018, disse o segundo o comandante provincial dos Bombeiros, Abílio Domingos.

Dos casos assistidos, 92 são incêndios de pequenas proporções que provocaram cinco mortes, três feridos e danos avaliados em 19 milhões 168 mil e 905 kwanzas.

Moxico

O subcomissário Conceição Dias revelou a ocorrência de 38 incêndios de pequenas e médias proporções.

Os incêndios causaram danos avaliados em seis milhões e 795 mil kwanzas e causaram a morte de uma pessoa.

Uíge

Os bombeiros registaram 139 incêndios, 25 resgates por afogamentos, 14 acidente de viação e 152 acidentes de trabalho.

O Comissário António Simão Leitão Ribeiro defendeu a necessidade do reforço das campanhas de educação preventiva a população de forma a se reduzir o número de mortos.

Malanje

O delegado Provincial dos Interior, comissário António Bernardo, considerou haver insuficiência de verbas e equipamentos técnicos para acudir certos sinistros.

Diante disso, disse ser necessário a intervenção das estruturas superiores para se ultrapassar tal situação, que considera preocupante, pois o crescimento das cidades impõe, necessariamente, o acompanhamento dos bombeiros na vertente preventiva e reactivas das possíveis calamidades, rumo a salvação das pessoas e seus patrimónios.

O 30 de Novembro de 1981 foi instituída como Dia Nacional dos Bombeiros, em homenagem a um grupo de profissionais que se destacaram no combate do incêndio na Refinaria.

Leia também
  • 29/11/2019 19:58:26

    Comandante da Polícia quer efectivos mais vigilantes

    Ondjiva - O comandante provincial da Polícia Nacional do Cunene, comissário Tito Munana, exortou hoje, sexta-feira, na cidade de Ondjiva, aos efectivos da corporação a redobrar a vigilância e das acções operativas para garantirem maior segurança e ordem na região.

  • 29/11/2019 17:06:10

    PN prioriza formação do efectivo

    Ndalatando - Mil e 424 polícias no Cuanza Norte terminaram hoje (sexta-feira), uma acção formativa de nove meses promovida pelo comando provincial da corporação, virada à capacitação para o reforço do combate ao crime organizado, sobretudo no período da quadra festiva.

  • 29/11/2019 14:03:49

    Incêndio destrói parte da área de cirurgia do Hospital Militar

    Luanda - Um incêndio de pequenas proporções ocorreu, na manhã de hoje ( sexta-feira), no Hospital Principal Militar, destruindo parcialmente parte da área de cirurgia.