Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Sociedade

30 Novembro de 2019 | 09h31 - Actualizado em 30 Novembro de 2019 | 09h30

Resenha Social: Gala do Prémio Nacional de Jornalismo marca semana

Luanda - A gala de entrega do prémio nacional de jornalismo e a conferência "Educar para a Cidadania" constam entre os destaques da semana que hoje, sábado, termina.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Na presente edição foram distinguidos Rosalina Mateta e Osvaldo Gonçalves, ambos dos jornalistas do Jornal de Angola, na categoria de Imprensa, na categoria de Rádio venceu o jornalista Barros Gabriel, da Rádio 5, a fotógrafa Lídia Aonde, do Novo Jornal, ganhou o prémio na categoria de Fotojonalismo, enquanto na categoria de Televisão repartem o prémio Cabingano Manuel, da TPA, e Carlos Capitango, da TV Zimbo.

Na vertente educativa, a semana foi marcada com a realização da conferência “Educar para Cidadania, numa promoção do Gabinete da Primeira-Dama da República, Ana Dias Lourenço.

O encontro decorreu sob o lema “O contributo do assistente social, do educador social e do educador de infância para a cidadania, equidade e qualidade do ensino”.

Sobre o evento, mereceu atenção noticiosa as declarações de Ana Dias Lourenço, que destacou a importância do assistente social e dos educadores social e de infância na promoção da inclusão social.

Ana Dias Lourenço, defendeu que cada angolano, em situação de risco ou de vulnerabilidade, deve ser protegido e auxiliado a alcançar uma cidadania plena, desde a infância ao final da sua vida

Ao longo da semana, destacou-se também a discussão, apreciação do OGE na vertente social, ocasião aproveitada pela ministra de Estado para a Área Social, Carolina Cerqueira, para destacar o alargamento da rede escolar e sanitária, bem como o combate ao desemprego e apoio às populações em estado de grande vulnerabilidade como algumas das prioridades do Executivo em 2020, na área social.

A governante considerou que, apesar de não ser o ideal, é, no entanto, o possível na actual conjuntura financeira do país, frisando que, para além de ter em conta os cenários macroeconómicos e as políticas de desenvolvimento humano e sustentável, também contempla o contexto político e social de momento.

As actividades comemorativas do Dia Nacional do Idoso mereceram também destaque na midia no decorrer da semana finda.

Para o efeito foram realizadas, entre outras, um bazar de inclusão social das famílias destinado a reforçar o desenvolvimento das iniciativas de geração de renda de idosos, pessoas com deficiências e outros grupos vulneráveis.

Em termos de saúde, foi destaque o desmentido do Ministério da Saúde (MINSA) sobre o surgimento de novos casos de pólio no país, alegadamente provocados pela vacina administrada às crianças menores de cinco anos.

Em reação a informações divulgadas nas redes sociais, segundo as quais a vacina oral contra a pólio está a gerar mais doentes com a doença, o MINSA declara não corresponder à verdade

Assuntos Angola  

Leia também
  • 29/11/2019 15:37:23

    Bancos condicionam levantamento de valores

    Luanda - Os bancos comerciais passarão a condicionar, doravante, a pedido do Ministério do Interior, o levantamento de avultadas somas de dinheiro aos clientes que não se fizerem acompanhar de escolta policial ou de empresas de segurança.

  • 29/11/2019 14:49:07

    Mais de 100 jovens com certificados da Furukawa

    Luanda - Cento e oitenta e oito jovens foram formados no Centro Formação Tecnológica (CINFOTEC) em tecnologias de informação e comunicação, numa parceria com a multinacional Furukawa.

  • 29/11/2019 12:06:49

    Idosos largados à própria sorte

    Luanda - A vida das pessoas da terceira idade, em Angola, continua a ser marcada por vicissitudes. Falar em dignidade, na velhice, é hoje uma situação cada vez mais rara.