Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Sociedade

23 Junho de 2019 | 00h09 - Actualizado em 23 Junho de 2019 | 00h09

Cruz Vermelha vai intervir nas comunidades do Uíge

Uíge - A Cruz Vermelha de Angola (CVA) vai implementar, a partir de Julho, no Uíge, alguns projectos de intervenção nas comunidades, virados para o combate a malária, tuberculose, Vih/Sida e a sinistralidade rodoviária na província, anunciou neste sábado o seu presidente, Alfredo Pinto Elavoco.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

A informação foi prestada à Angop, no fim de uma visita de dois dias a região, tendo  adiantado que a CVA já identificou alguns projectos sociais que serão apresentados a doadores para financiamento e, depois, serão implementados nas comunidades.

Segundo o responsável, “o nosso foco é nas comunidades e a nossa maqueta de trabalho é salvar vidas e mudar mentalidades”, daí que vamos actuar na sensibilização e mobilização das pessoas no que se refere as grandes endemias, sustentou.

Entretanto, adiantou, o pacote do programa que contém tais projectos a serem financiados, abrange igualmente as províncias do Cunene, Huíla e Namibe, assoladas pela seca no sul do país.

O presidente defendeu ainda a necessidade de se transformar a Cruz Vermelha de Angola (CVA) numa verdadeira organização de intervenção social por excelência, com vista a colmatar parte dos problemas com que se debatem as comunidades, ajudando e complementado as acções do Governo.

Nesta senda, disse ser imperioso à aproximação e articulação no exercício das suas acções com os governos provinciais, daí a visita ao Uíge, aonde reuniu com as entidades e avaliou o funcionamento da CVA, que retomou em Novembro de 2018 às suas acções solidárias, paradas há mais de 12 anos, sobretudo a dos doadores voluntários de sangue aos hospitais locais.

“Vamos reabrir esta campanha daqui a algumas semanas, porque não há sangue nos bancos de urgência. Temos que auxiliar para que este produto não falte nas unidades sanitárias da província”, prometeu Alfredo Pinto Elavoco.

Durante a visita, o presidente da CVA reuniu-se com os responsáveis do Gabinete Provincial da Saúde, voluntários da organização e  membros do conselho local da instituição.

Leia também
  • 22/06/2019 17:56:10

    Negage celebra hoje 49 anos de elevação a cidade

    Uíge - A cidade de Negage, 37 quilómetros do munícipio capital do Uíge, iniciou hoje, sábado, as festividades alusivas aos 49 anos da sua elevação àquela categoria, ocorrida a 26 de Junho de 1970.

  • 21/06/2019 20:46:05

    Icolo e Bengo pode ter balanças automóveis

    Luanda - Duas balanças rodoviárias serão colocadas na ponte sobre o rio Kwanzas, na localidade da Cabala e na Maria Teresa, no município de Icolo e Bengo, em Luanda.

  • 21/06/2019 20:27:40

    Administrador de Cacuaco pede maior envolvimento de empresários

    Luanda - O administrador do município de Cacuaco, Augusto José, solicitou hoje, (sexta-feira), maior apoio dos empresários locais, sobretudo, os exploradores de inertes, na melhoria das vias secundárias e terciárias.