Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Sociedade

22 Junho de 2019 | 17h56 - Actualizado em 22 Junho de 2019 | 17h55

Negage celebra hoje 49 anos de elevação a cidade

Uíge - A cidade de Negage, 37 quilómetros do munícipio capital do Uíge, iniciou hoje, sábado, as festividades alusivas aos 49 anos da sua elevação àquela categoria, ocorrida a 26 de Junho de 1970.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

O programa de actividades alusivas a data começou hoje com a realização de uma mesa redonda subordinada ao tema “Negage, suas origens: usos e constumes dos seus habitantes.

Nos últimos 17 anos, a localidade registou alguns avanços nos domínios económicos, com destaque para instalação da fábrica de água Cesse, de colchões e o projecto agro-industrial "Agricultiva".

Os citadinos reconhecem os esforços empreendidos pelo Governo na recuperação de algumas infra-estruturas socioeconómicas.  

O município de Negage conta com uma população estimada em 158.668 habitantes, segundo dados do censo realizado em 2014.

O nome Negage ou N'gage, tem a sua origem na designação de uma aldeia (sanzala) que existia na zona, fundada em 1925 e pertencia ao posto de Dimuca, no Conselho de Ambaca. Tornou-se sede do posto de Negage, pertencendo ao Conselho de Ambaca, distrito do Cuanza Norte, e em 1955, passou ao Conselho do Bembe, distrito do Uíge.

Em 1956 foi criado o Conselho do Negage, com sede na povoação do Negage, e posteriormente elevada a categoria de vila, em 1958.

Situado a 37 quilómetros a Noroeste da capital do Uíge, Negage é a segunda cidade da província e conta com duas comunas, nomeadamente Kisseque e Dimuca. Possui 27 Regedorias, 82 Aldeias.

Leia também
  • 21/06/2019 16:12:13

    Angolanos reforçam solidariedade com as vítimas da seca

    Luanda- A onda de solidariedade para com às vítimas da seca no sul de Angola (Namibe, Huíla e Cunene) continua a mobilizar os cidadãos angolanos, com a promoção de campanhas de recolha de diversos bens alimentares e outros produtos de uso doméstico.

  • 20/06/2019 08:13:15

    Regresso à pátria: a ansiedade dos refugiados no Lóvua

    Dundo - Derivado da violência extrema e generalizada causada por tensões políticas e étnicas na República Democrática do Congo (RDC) em 2017, mais de 30 mil cidadãos daquele país atravessaram, em desespero, a fronteira do Lóvua, Lunda Norte, em busca de segurança.

  • 19/06/2019 14:01:23

    Comemora-se Dia Mundial da Consciencialização sobre a Doença Falciforme

    Luanda - Assinala-se hoje o Dia Mundial da Consciencialização sobre a Doença Falciforme, uma data instituída pela Organização das Nações Unidas (ONU), para informar as populações sobre a enfermidade.