Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Sociedade

20 Agosto de 2019 | 12h47 - Actualizado em 20 Agosto de 2019 | 20h52

Casos de suicídio "assolam" Moxico

Luena - A província do Moxico tem registado, nas últimas semanas, frequentes casos de suicídio, deixando um clima de preocupação entre as autoridades policiais e as comunidades locais.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Moxico: Vista parcial da cidade do Luena (arq)

Foto: Kinda kyungu

Só no último domingo, cinco cidadãos tiraram a própria vida na cidade do Luena, dois dos quais membros da mesma família, apurou a ANGOP.

Dados do departamento provincial da Inspecção dos Serviços de Protecção Civil e Bombeiros (SPCB) apontam que, no último fim-de-semana, foram recolhidos, nos arredores da cidade, três cadáveres com sinais de enforcamento.   

Os casos mais chocantes ocorrem no bairro Mandembué, arredores da cidade do Luena, onde um tio e o seu sobrinho menor, de 22 anos e 17 anos de idade, respectivamente, foram encontrados mortos dentro das respectivas residências.

Segundo Adilson Inácio, irmão de uma das vítimas (tio), horas antes do enforcamento, o ente querido desentendeu-se com a mãe do seu filho, por, alegadamente, "não prestar assistência alimentar". "Presume-se que seja esta a causas do infortúnio", comentou.

Em relação ao sobrinho, de 17 anos, afirmou que se desconhece as motivações da materialização do acto, que deixa apreensivo o sociólogo Carlos Alberto Tito.

Segundo o especialista, a falta de condições para suprir determinadas necessidades sociais básicas leva a transtornos mentais que podem resultar em revolta e consequente suicídio.

Do seu ponto de vista, a influência cultural, como a acusação de práticas de feitiçaria, pode ser outro factor motivador do surgimento de mortes por suicídio.

Por sua vez, o chefe do departamento provincial da Inspecção dos Serviços de Protecção Civil e Bombeiros (SPCB), Daniel Alegria, considerou necessário que os sociólogos, psicólogos e outros especialistas façam uma profunda análise das causas desse tipo de casos.

Leia também
  • 20/08/2019 11:10:45

    Governador avalia situação social na fronteira com a Namíbia

    Menongue - A situação de vias de comunicação, assistência médica e medicamentosa, famílias afectadas pela seca e o processo de ensino nos municípios do Cuangar, Calai e Dirico estão a ser avaliadas desde o início desta semana, pelo governador do Cuando Cubango, Júlio Bessa.

  • 20/08/2019 11:04:13

    Programa Nascer com registo abrange mais de 23 mil crianças

    Luena - Vinte e três mil e 979 crianças, dos zero a 17 anos de idade, foram registadas de 20 de Maio a 31 de Julho deste ano, nos municípios de Camanongue, Bundas, Luau e no Moxico (sede), durante a primeira fase do programa "Nascer com registo".

  • 19/08/2019 11:45:58

    IECA doa mais de duas toneladas de bens para vítimas da seca

    Cambambe - Mais de duas toneladas de bens diversos foram doadas no domingo, na localidade de Calengue, município de Cambambe (Cuanza Norte), pela Igreja Evangélica Congregacional em Angola (IECA) para apoiar às vítimas da seca do Sul de Angola.