Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Sociedade

22 Setembro de 2019 | 14h12 - Actualizado em 23 Setembro de 2019 | 13h31

Empresa "Zambiami" em pleno funcionamento

Cabinda - Apesar da explosão da caldeira artesanal de processamento de alcatrão e betão betuminosa, ocorrida na tarde de sábado, a empresa chinesa de construção civil "Zambiami", localizada em Chiazi, continua em pleno funcionamento.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

1 / 1

Caldeira artesanal que explodiu com alcatrão

Foto: Cedida pela fonte

A caldeira, de fabrico artesanal, tinha cerca de mil metros cúbicos de alcatrão no momento do processamento, e a falta de controlo dos procedimentos de segurança provocou a explosão, tendo o produto, com altas temperaturas, atingido os trabalhadores, num total de 14, que assistiam aos ensaios.

Devido ao estado crítico, os sinistrados foram transportados num voo da Força Aérea Angolana, para hospitais de especialidade na capital angolana.

Os sinistrados, entre os quais nove cidadãos chineses, apresentam queimaduras graves.

Para constatar o estado da empresa e inteirar-se dos danos causados pela explosão, o governador Marcos Nhunga deslocou-se, neste domingo, aos estaleiros.

Sobre a ocorrência, o secretário provincial das Obras em Cabinda, Paulo Luvambano, explicou que a explosão se deveu ao não cumprimento das regras e procedimentos de trabalho e de segurança, bem como à falta de controlo da temperatura na caldeira.

“Faltou o cumprimento cauteloso das regras e procedimentos, por se tratar de um equipamento artesanal, cujo manuseamento merecia cuidados redobrados e segurança das pessoas”, afirmou.

O responsável avançou ter sido uma comissão de inquérito que envolve especialistas do Serviço de Investigação Criminal (IC), Serviço Provincial de Protecção Civil e Bombeiros e técnicos da secretaria das Obras Públicas.

A empresa Zambiami trabalha em Cabinda no ramo da construção civil, há  mais de oito anos, e conta com mais de 200 trabalhadores angolanos e 100 chineses, entre engenheiros civis, arquitectos e outros técnicos do ramo.

Assuntos Província » Cabinda  

Leia também
  • 21/09/2019 20:58:55

    Incêndio provoca 14 feridos em Cabinda

    Cabinda - Catorze pessoas ficaram gravemente feridas em consequência de um incêndio que deflagrou, na tarde deste sábado, na empresa Zambiami, em Cabinda.

  • 17/09/2019 17:53:13

    Cabinda conta com novas subestações de energia

    Cabinda - Duas novas subestações de distribuição de energia eléctrica com capacidade de 40 e 20 mega watts foram hoje, terça-feira, inauguradas na cidade de Cabinda pelo governador de Cabinda, Marcos Nhunga.

  • 13/09/2019 21:54:46

    Encontrado elefante morto na aldeia de Caio Cacongo

    Cabinda - Um elefante adulto foi encontrado morto na localidade de Caio Cacongo, regedoria de Cumbo Liambo no município de Cacongo, que dista cerca de 60 quilómetros kms a norte de Cabinda, pela comunidade da circunscrição.