Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Sociedade

23 Setembro de 2019 | 19h46 - Actualizado em 23 Setembro de 2019 | 20h00

Crise deve ser transformada em oportunidade de desenvolvimento

Huambo - A governadora da província do Huambo, Joana Lina, desafiou hoje, segunda-feira, a necessidade dos cidadãos transformarem o actual momento de crise em oportunidade para a construção, de forma conjunta, de um futuro melhor, através da promoção de acções que impulsionem o desenvolvimento sustentável.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

O repto foi lançado durante a abertura do seminário inter-provincial sobre Elaboração da estratégia de longo prazo “Angola 2050”, numa iniciativa do Ministério da Economia e Planeamento, com término previsto para esta terça-feira.

Segundo a governante, muitas das dificuldades que o país atravessa hoje, com realce para a crise, devem ser encaradas como uma força de oportunidades, desafios e propostas capazes de impulsionar o desenvolvimento sustentável para a actual e futuras gerações.

Joana Lina realçou que no mundo global, todos os países, até mesmo os municípios e as cidades, fazem um esforço para melhorar a gestão dos seus projectos e as políticas públicas, na vertente do desenvolvimento económico-social, para tornar o futuro melhor que o presente.

Referiu que o alcance deste desiderato só é possível através de um processo de planeamento elaborado, de forma conjunta, numa perspectiva inquebrantável de pensar no futuro melhor, mais promissor e que resulte em contribuições e participação de todos, de modo a que cada uma das províncias do país consiga proporcionar as melhores condições de vida para a sua gente.

Neste contexto, a governadora do Huambo advogou o reforço dos conselhos de auscultação às comunidades e de concertação social nos vários níveis.

O evento, no qual participam vice-governadores, directores provinciais, administradores municipais e representantes da sociedade civil das províncias do Huambo, Benguela, Bié, Cunene, Huíla e Namibe, está a debater aspectos ligados aos desafios e ambições do desenvolvimento a longo prazo e a inserção desta regiões na economia nacional no horizonte 2050.

Constam ainda temas sobre estratégicas e actores do desenvolvimento territorial na perspectiva do futuro e discussão dos princípios e opções alternativas para o modelo territorial de Angola em 2050, o papel das cidades e das áreas rurais, as relações rural/urbano e a inserção das províncias no modelo territorial nacional.

Assuntos Província » Huambo  

Leia também
  • 23/09/2019 15:12:02

    Recém-nascido encontrado com vida em terreno abandonado

    Huambo - Um recém-nascido foi encontrado, neste sábado, com vida num terreno abandonado do bairro Samora Machel, arredores da vila municipal do Bailundo, 75 quilómetros da cidade do Huambo, por cidadãos que fazem do local um aterro sanitário.

  • 23/09/2019 13:59:00

    Problemas de terras estão a ser mitigados no Huambo

    Huambo - Os problemas causados pelo uso e posse de terras nas comunidades rurais da província do Huambo, no planalto central do país, estão a ser mitigados pela Organização Não-Governamental Development Workshop (DW).

  • 20/09/2019 19:21:51

    Huambo no resgate do estatuto de "Cidade Vida"

    Huambo - A administração do município do Huambo, capital da província com o mesmo nome, procura resgatar, nos próximos tempos, o estatuto de "Cidade Vida", como outrora era chamada, com a requalificação das ruas da urbe, para que as mesmas tenham uma imagem mais atraente e condizente com o seu traçado arquitectónico.