Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Sociedade

14 Outubro de 2019 | 14h42 - Actualizado em 14 Outubro de 2019 | 16h44

Coordenador quer envolvimento dos municípes no combate à pobreza

Luena - O coordenador nacional do grupo técnico de Combate à Pobreza, Miguel Pereira, defendeu hoje (segunda-feira), no Luena, o envolvimento dos cidadãos nas acções do Programa de Combate à Pobreza para melhor contribuírem na sua execução.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Miguel Pereira quer maior envolvimento dos munícipes no programa de combate à pobreza

Foto: kinda kyungu

Em declarações à imprensa no termo de um  encontro com os administradores dos municípios, o responsável reconheceu a escassez de meios financeiros, explicando que a dinâmica e conclusão das acções projectadas pode definir o aumento de verbas em cada circunscrição.

Sugeriu que, para além dos membros do Conselho de Auscultação e Concertação Social, a população deve, direta ou indirectamente, opinar sobre as acções do referido programa a serem executadas nas suas áreas de jurisdição.

Po sua vez, o vice-governador do Moxico para o Sector Político, Económico e Social, Carlos Alberto Masseca, lembrou que estão previstas, para o ano em curso, 398 acções, entre sociais e económicas.

Anunciou, igualmente, a inclusão, em 2020, de outras acções para acudir às vítimas da seca nos municípios dos Bundas e Luchazes.

Na ocasião, o administrador municipal do Luacano, Rodrigues Chipango Sacuaha, apontou a possibilidade de adquirir kits de apoio aos agricultores e pescadores da região como um grande benefício do programa.

Os administradores municipais do Luchazes e de Camanongue, Moisés Capalo Cambembe e Ana Filomena Chipoia, respectivamente, indicaram que envolveram famílias associadas e os antigos combatentes nas actividades agrícolas, para contribuírem no combate à pobreza.

De iniciativa Presidencial, o PIDLCP exige o redobrar de sinergias para que até 2022 se consiga atingir um número razoável de famílias vulneráveis para mitigar os riscos e promover o seu bem-estar.

Leia também
  • 14/10/2019 15:25:29

    Cuando Cubango recebe 300 toneladas para vítimas da seca

    Menongue - Trezentas toneladas de bens diversos, com destaque para bens alimentares, chegaram hoje, segunda-feira, ao Cuando Cubango para acudir as famílias afectadas pela seca na região, numa iniciativa do Executivo.

  • 14/10/2019 13:59:20

    Intérpretes são fundamentais para inserção social dos surdos

    Luanda - A existência de intérpretes e a sua inserção em instituições pública e privadas é imprescindível para efectiva inclusão social dos surdos, defendeu a Secretária de Estado para a Família e Promoção da Mulher, Ruth Mixinge.

  • 12/10/2019 18:04:38

    Lunda Sul: População de Cucumbi beneficia de água potável

    Saurimo - Três mil habitantes da comuna do Cucumbi, município do Cacolo, conta desde sexta-feira com água potável através da reabilitação de um sistema de captação, tratamento e distribuição deste precioso líquido, que se encontrava paralisado há cinco anos.