Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Sociedade

20 Fevereiro de 2020 | 18h38 - Actualizado em 20 Fevereiro de 2020 | 18h38

Governo do Bié desincentiva violência contra criança

Cuito - O governo da província do Bié vai continuar a promover acções que visam desincentivar a violência dos direitos da criança disse hoje (quinta-feira) na cidade do Cuito, o governador em exercício da circunscrição, António Manuel.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Ao falar no encontro provincial sobre a Operacionalização do Serviço de Denúncia S.O.S – Criança no Bié, o responsável disse que as autoridades locais têm realizado palestras, campanhas de sensibilização, construção de escolas, creches, hospitais e outros projectos sociais, para a materialização dos 11 compromissos assumidos pelo Governo, para a melhoria das condições de vida dos menores.

Considerou preocupante o aumento de casos de violência contra os menores, mas afirmou que, com a entrada em vigor do terminal telefónico 15015, a partir de Abril deste ano, as crianças passarão a estar melhor protegidas.

Fez saber que a província do Bié, com um milhões 455 mil 255 habitantes, registou em 2019, 325 casos de violência, mais 100 casos em relação a 2018, envolvendo 505 crianças.

Por seu turno, o director Instituto Nacional da Criança (INAC), Paulo Calessi, em visita de trabalho ao Bié, ressaltou que a linha de apoio denominado SOS-Criança, apresentado em Dezembro de 2019, pelo Ministério da Família e Promoção da Mulher (Masfamu), vai salvaguardar os interesses dos pequenos.

Para si, com a criação de uma linha “SOS-Criança”, o Executivo pretende prestar um serviço público de denúncias e respostas de casos de menores vítimas de violência.

Lembrou aos presentes que, o serviço é gratuita e salvaguarda a identidade da pessoa que denunciar eventuais actos de violência contra criança, nos termos da lei.

Em 2019, salientou, o INAC notificou nas 18 províncias do país, cinco mil 704 casos de violência psicológica, física, homicídios, abusos sexuais contra crianças, mais mil e 345 casos em relação a 2018.

Participaram do encontro membros do governo local, magistrados judiciários, representantes de partidos políticos e de instituições religiosas, entre outras individualidades.

Assuntos Província » Bié   Sociedade  

Leia também
  • 20/02/2020 13:32:02

    Avaria cria constrangimentos na Conservatória da Huíla

    Lubango - Uma avaria técnica no servidor informático da conservatória do registo civil da comarca da Huíla está a criar constrangimentos na emissão de assento de nascimento, cédula pessoal e de outros documentos, desde Janeiro último, informou, no Lubango, o conservador provincial Mário Albano.

  • 20/02/2020 08:54:52

    Dia Internacional da Língua Materna

    Luanda - A 21 de Fevereiro, comemora-se o Dia Internacional da Língua Materna, o primeiro veículo de comunicação que o ser humano tem no seio familiar, independentemente do grupo etnolinguístico a que pertence.

  • 20/02/2020 05:13:11

    Governador quer rigor na fiscalização às obras do PIIM

    Saurimo - O vice-governador para o sector Técnico e Infra-estruturas da província da Lunda Sul, Evanerson Kaputu, solicitou quarta-feira, maior rigor as empresas de construção e fiscalização no cumprimento dos prazos acordados e qualidade das obras inseridas no Plano Integrado de Intervenção nos Municípios (PIIM).