Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Sociedade

26 Março de 2020 | 00h33 - Actualizado em 26 Março de 2020 | 00h33

Polícia trava venda de mais de 300 kg de carne de caça

Dondo - Pelo menos 320 quilogramas de carne seca de diversos animais abatidos por caçadores furtivos foram apreendidos, quarta-feira, no Dondo, Cuanza Norte, durante uma operação levada a cabo por técnicos do Ministério do Ambiente e efectivos da Polícia Nacional.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Animal Abatido em caça furtiva

Foto: Angop

O produto tinha como destino a província de Luanda e foi apreendido no posto de fiscalização do Kiamafulo,no limite entre as províncias do Cuanza Sul e Cuanza Norte.

De acordo com o chefe das operações da Direcção Nacional contra os Crimes Ambientais daquele ministério, António José Lopes, a mercadoria transportada por um autocarro da operadora de transporte "Macon"  é proveniente da província do Cuando Cubango, onde nos últimos dias se registam índices preocupantes de caça furtiva.

A acção resultou de uma denúncia de populares que a partir da zona de embarque comunicaram a circulação da referida mercadoria que se encontrava em posse de duas mulheres que habitualmente faziam este tipo de negócio.

Segundo ainda António Lopes, as duas s mulheres estão já sob custódia do Serviço de Investigação Criminal (SIC), em Cambambe e, serão apresentadas nas próximas horas ao Ministério Público, a fim de legalizar a sua detenção e consequente a responsabilização criminal.

Esclareceu que a carne apreendida será incinerada, com vista a desincentivar tal prática.

Sublinhou que, de modo geral os índices da caça furtiva está a baixar no país, mas a província do Cuando Cubango, pela sua extensão, é a que regista maior afluência de caçadores furtivos, que nas suas actividades utilizam armas de guerra, armadilhas e produtos tóxicos para a captura de animais.

Leia também
  • 25/03/2020 13:19:01

    COVID-19: EPAS vai fornecer água sem restrições

    Saurimo - O presidente da Empresa Provincial de Água e Saneamento (EPAS) da Lunda Sul, Piedade João, prometeu hoje, na cidade de Saurimo, o fornecimento da água potável, sem restrições, no âmbito das medidas de confinamento da população, para combater o coronavírus (Covid-19).

  • 25/03/2020 10:19:52

    Ex-administrador do Muconda detido por peculato

    Saurimo - O Serviço de Investigação Criminal (SIC) na Lunda Sul deteve, nesta segunda-feira, o ex-administrador municipal do Muconda, Francisco João, por supostamente ter desviado cinco viaturas, destinados ao transporte de pacientes do hospital e pessoal da administração local, no período de 2009-2017.

  • 25/03/2020 10:06:28

    Redes sociais constituem alternativa para divulgação de factos

    Malanje - O secretário-geral do Sindicato dos Jornalistas Angolanos (SJA), Teixeira Cândido, apelou nesta terça-feira, em Malanje, à classe no sentido de terem as redes sociais como uma alternativa para divulgar factos, mas sem caírem na tentação de andarem a reboque das mesmas.