Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Sociedade

10 Maio de 2020 | 15h21 - Actualizado em 10 Maio de 2020 | 16h27

COVID - 19: Cidadão cumpre quarentena em Mussuma Mitete

Lumbala Nguimbo - Um cidadão nacional foi submetido a quarentena institucional, desde sexta- feira última, na comuna de Mussuma Mitete, município dos Bundas, província do Moxico, por desobediência ao estado de emergência em curso no país.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Trata-se de Michael Vinhama, de 38 anos de idade, vindo da Zâmbia, passando pelos caminhos fiotes.

O sujeito entrou no país no dia quatro deste mês, a partir da fronteira de Zovo (Mussuma Mitete), alegando visita familiar (manteve contacto com a esposa e sete filhos).

O infractor que não apresenta sintomas de novo corona vírus foi descoberto pelas autoridades locais por meio de uma denúncia da população e fica em quarentena durante 15 dias, com acompanhamento de um sanitário.

Com este, sobe para 15 o número de pessoas em quarentena institucional no município dos Bundas, todos provenientes da República da Zâmbia.

Sobre a violação constante da fronteira, o governador do Moxico, Gonçalves Muandumba, que visitou, com os membros da comissão multissectorial municipal de prevenção e combate à covid-19, os postos fronteiriços do Zovo e Malundo, orientou a criação de centros de quarentana nas áreas fronteiriças, ao invés de manter na sede municipal (Lumbala Nguimbo).

A ideia, segundo o governador do Moxico, Gonçalves Muandumba, é fazer o rastreio e controlo dos prováveis violadores do estado de emergência no Zovo e Malundo, para poder impedir a contaminação da população, tendo em conta a distância que separa Lumbala Nguimbo às áreas fronteiriças (98 e 167 quilómetros, respectivamente).

O governador do Moxico, Gonçalves Muandumba, que visitou a localidade, para avaliar as condições de protecção da fronteira, apelou o efectivo da guarda fronteira para redobrar a vigilância.

Pediu igualmente as entidades tradicionais, religiosas e a população em geral a colaborar com as autoridades policiais, denunciando os imigrantes ilegais.

Disse, por outro lado, ter orientado as forças policiais no sentido de punir os cidadãos que realizam o contrabando de combustível nas áreas fronteiriças deste município, sobretudo à fronteira fluvial de Zovo, na comuna de Mussuma Mitete.

“Não vamos permitir que uma pessoa que queira ganhar dinheiro de forma ilegal, ponha em causa a sua própria vida, da sua família e de outras pessoas”, advertiu Gonçalves Muandumba.

Para aprimorar as técnicas de prevenção da doença, o governador provincial avançou que será realizada na próxima semana uma acção formativa, em Lumbala Nguimbo, que contará com a participação de especialistas da saúde, Forças Armadas Angolanas (FAA) e da polícia Nacional (PN).

Explicou que a formação visa potenciar os participantes para melhor desempenho na protecção das fronteiras, bem como a instrução e distribuição do equipamento de biossegurança para o resguardo do pessoal envolvido na actividade.

Quanto ao número do efectivo policial existente nos postos fronteiriços visitados, o governante assegurou que as autoridades competentes de tutela deverão, nos próximos dias, estudar as formas para o seu reforço para permitir o controlo dos 320 quilómetros de fronteira terrestre e fluvial partilhado com a Republica da Zâmbia.

Argumentou que, numa primeira fase, a maior atenção será prestada no asseguramento das zonas oficiais, por onde passam as viaturas e posteriormente, os caminhos “Fiotes”, cujo controlo deverá contar com apoio da população local, a julgar pela sua complexidade.  

Em termos de meios logísticos, insistiu, o Comando Provincial da PN vai trabalhar no sentido de solucionar a carência que se faz sentir, sobretudo no posto fronteiriço de Mussuma Mitete.

Situada a 18 quilómetros da sede comunal de Mussuma Mitete, a fronteira terrestre de Zovo é vulnerável à violação devido a insuficiência de efectivo policial e falta de meios técnicos adequados para uma protecção regular.

Para reforçar as medidas de prevenção da pandemia, o governador provincial ofereceu algumas caixas de sabão azul e mascarás.

Para além de visitar as fronteiras de Zovo, comuna de Mussuma Mitete (98 quilómetros) e Malundo, comuna de Ninda (167 quilómetros) a sudeste de Lumbala Nguimbo, o governante deslocou-se igualmente a localidade de Lucula, a 32 quilómetros a norte da referida vila, onde visitou a associação dos camponeses dos antigos combatentes e veteranos da pátria.  

Assuntos Província » Moxico  

Leia também
  • 07/05/2020 09:21:50

    Município dos Bundas pede reforço da segurança na fronteira

    Lumbala Nguimbo - A comissão intersectorial para a prevenção e controlo da covid - 19 do município dos Bundas, província do Moxico, solicitou, nesta quinta-feira, o reforço do efectivo policial para assegurar o controlo da fronteira com a República da Zâmbia.

  • 04/05/2020 13:51:58

    Administração do Moxico recebe medicamentos essenciais

    Luena - A administração do município do Moxico recebeu esta segunda-feira 44 lotes de medicamentos essenciais para reforçar os estoques dos postos e centros de saúde da circunscrição.

  • 04/05/2020 13:39:17

    Administração do Luau restringe venda de combustível

    Luena - A administração do município fronteiriço do Luau, província do Moxico, restringiu a venda de combustível (gasóleo e gasolina) à população, passando de sete bombas de comercialização para duas.