Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Sociedade

07 Maio de 2020 | 15h48 - Actualizado em 07 Maio de 2020 | 15h48

Covid-19: Forças da ordem exigem uso de máscaras

Uíge - As forças da polícia nacional e militares, colocados nas diversas vias da província do Uíge para controlar o cumprimento das medidas preventivas à Covid-19, estão a actuar de forma rígida e pedagógica no uso obrigatório de máscaras por parte das pessoas nos locais públicos.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Pormenor da Cidade do Uíge

Foto: Pedro Parente

Nas instituições bancárias e noutros espaços como lojas, supermercados, armazéns e outras instituições, a polícia nacional e os efectivos militares têm sido rigorosos no controlo do uso das máscaras a todos os que têm necessidade de circular.

Por outro lado, o governador provincial, Pinda Simão, fez saber, na quarta-feira, que o Uíge está em prontidão na fronteira do município de Maquela do Zombo com a RDCongo, com o fim de combater a Covid-19.

Pinda Simão visitou a referida fronteira para avaliar a capacidade de intervenção local em casos ligados à pandemia.

O governante inteirou-se também das condições existentes no Hospital Municipal de Maquela do Zombo,  onde estão criadas duas salas para quarentena, com nove camas, e duas para isolamento, com sete camas, dois ventiladores, monitores, oxigénio, técnicos e outros meios necessários.

Entretanto, antes da missão a Maquela do Zombo, o governador do Uíge inaugurou, no município da Damba, dois sistemas de abastecimento de água, com oito torneiras cada, lavandaria e balneários comunitários, a fim de garantir o líquido à população no quadro das orientações de combate à Covid-19.

Ainda na província, mil e 673 antigos combatentes e veteranos da pátria, dos 16 municípios, beneficiaram hoje, quinta-feira, da oferta de diversos bens alimentares e outros produtos de higienização, para ajudar a classe a enfrentar às medidas de prevenção a Covid-19 nesta fase.

Na cerimónia, orientada pelo governador Pinda Simão, os beneficiários receberam uma cesta básica composta por arroz, óleo vegetal, sal iodizado, massa alimentar, fuba de milho, açúcar, chouriço, sabão azul, lixívia e uma banheira cada.

Na ocasião, o director do Gabinete Provincial dos Antigos Combatentes e Veteranos da Pátria, Garcia de Carvalho Fanana, anunciou que, no quadro da ajuda a ser prestada, nesta terceira fase do Estado de Emergência, estão disponíveis 21 toneladas de bens para os mil 673 assistidos mais vulneráveis, dos quatro mil e 93 pensionistas controlados no Uíge.

Destes, constam deficientes de guerra, órfãos de antigos combatentes, viúvas, ascendentes e acompanhantes, que estão a beneficiar dos referidos bens para minimizarem algumas das dificuldades que enfrentam.

Leia também
  • 07/05/2020 15:16:47

    Covid-19: Conselho da juventude sensibiliza população

    Mbanza Kongo - Uma campanha de sensibilização da população denominada “patrulha stop covid-19” está desde hoje (quinta-feira) a ser promovida pelo Conselho Provincial da Juventude (CPJ) em todos os municípios do Zaire, envolvendo duas centenas de membros.

  • 06/05/2020 20:16:47

    Cuando Cubango: Reduzidas Infracções laborais

    Menongue - Cento e dezoito infracções laborais foram registadas na província do Cuando Cubango, de Janeiro a Abril do ano em curso, contra 335 casos identificados em igual período de 2019.

  • 06/05/2020 19:34:43

    COVID-19: Mais de 600 famílias vulneráveis apoiadas

    Lucapa - Mais de 600 famílias vulneráveis no município de Lucapa, província da Lunda Norte, receberam da Comissão Multissetorial de Resposta à Covid-19, bens alimentares, produtos de higiene e material de biossegurança, no âmbito das medidas de prevenção e contenção da propagação da COVID-19.