Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Sociedade

01 Julho de 2020 | 14h01 - Actualizado em 01 Julho de 2020 | 15h13

PIIM reanima esperança da população do Mungo

Mungo - A execução das 17 acções do Plano Integrado de Intervenção nos Municípios (PIIM) constitui, para o Mungo, região com o maior índice de pobreza multidimensional entre os 11 da província do Huambo, o reanimar da esperança dos seus 129 mil e 571 habitantes.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Entre as acções, segundo o administrador da municipalidade, Manuel Caholo, em declarações hoje, quarta-feira, à Angop, constam 11 projectos de infra-estruturação e seis de aquisição, num investimento superior a 500 milhões de kwanzas.

Manuel Caholo disse tratar-se, no caso das infra-estruturas, da construção de duas escolas de sete salas de aula, quatro postos de saúde e a reabilitação, através de trabalhos de terraplenagem, da estrada entre a sede do município e a comuna do Cambuengo, num percurso de 35 quilómetros.

O responsável da circunscrição informou que, no domínio das seis acções de aquisição, constam, entre outras, a compra de equipamentos de terraplenagem para as estradas secundárias e terciárias, no sentido de facilitar o escoamento dos produtos agrícolas do campo para as zonas de conservação, transformação e consumo.

Por isso, o administrador considerou a execução do PIIM como uma “soberana” oportunidade para melhorar a qualidade de vida dos munícipes, que contam com um total de 34 escolas, 12 das quais definitivas, ao passo que no domínio da saúde possui um hospital municipal e três centros.

A população do Mungo é a que mais tem dificuldades em vários domínios da vida sócio-económica, daí a razão da implementação, além dos projectos do PIIM, de outros capazes de alterar, no curto e médio prazo, o quadro da então conhecida por “terra do fim do mundo”.

Noutra parte das suas declarações, o gestor municipal referiu que entre os desafios desta região constam ainda o reforço do saneamento básico, assim como do fornecimento de energia eléctrica.

Explicou que, em relação a energia eléctrica, nesta altura apenas fornecem este bem a 284 consumidores, a partir de um grupo gerador de mil kva, enquanto no domínio da água foram montados cinco sistemas de distribuição.

O município do Mungo, na parte norte da província do Huambo, tem igualmente grandes potencialidades agrícolas que continuam a ser exploradas por 8.219 famílias camponesas, filiadas em 120 associações e uma cooperativa, apoiadas por 72 escolas de campo, no âmbito do Projecto de Desenvolvimento da Agricultura Familiar e Comercialização (MOSAP).

O comércio da região, localizada a 130 quilómetros da cidade do Huambo, com apenas duas comunas (sede e Cambuengo), é a grosso e a retalho, acentuado, fundamentalmente, na venda de bens alimentares, industriais e agrícolas.

Conta 139 lojas, 22 das quais licenciadas (com alvarás comerciais), 117 com autorizações provisórias, além de 17 locais turísticos, com realce para as pinturas rupestres de Kaniñgili, elevadas à Património Histórico-cultural do país, em Janeiro de 2016, numa acção do Ministério da Cultura. Tem também dois estabelecimentos hoteleiros e similares.

Assuntos Província » Huambo  

Leia também
  • 01/07/2020 14:50:50

    ONG's melhoram abastecimento de água potável na Caála

    Caála - As Organizações Não-governamentais (ONG's) Visão Mundial e Mentor Initiative, procederam hoje, quarta-feira, a entrega de três manivelas (furos) na localidade do Cangoti, arredores da cidade da Caála, província do Huambo, no âmbito do programa de água, saneamento e promoção de higiene.

  • 29/06/2020 18:14:40

    Covid-19: Deputados preocupados com deturpação das medidas de prevenção

    Huambo - Os deputados do MPLA pelo círculo eleitoral da província do Huambo manifestaram-se, esta segunda-feira, preocupados com a deturpação das medidas de prevenção da Covid-19 nas comunidades por algumas seitas religiosas, numa altura em que os casos tendem aumentar.

  • 29/06/2020 10:18:33

    Número de clientes da ENDE quadruplica no Longonjo

    Longonjo - O número de clientes controlados pela Empresa Nacional de Distribuição de Electricidade (ENDE) no município do Longonjo, província do Huambo, quadruplicou de 350, em 2018, para mil e 270 cadastrados, este ano.