Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Sociedade

16 Julho de 2020 | 13h46 - Actualizado em 16 Julho de 2020 | 13h46

Angola cumpre padrões no combate ao tráfico de seres humanos

Luanda - Angola passou a integrar, este ano, o grupo de países em observação que cumprem os padrões no combate ao tráfico de seres humanos, anunciou esta quinta-feira, em Luanda, a secretária de Estado para os Direitos Humanos e Cidadania, Ana Celeste Januário.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Secretária de Estado dos Direitos Humanos e Cidadania, Ana Celeste

Foto: Rosario dos Santos

Secretária de Estado dos Direitos Humanos e Cidadania, Ana Celeste Januário

Foto: Joaquina Bento

De acordo com a governante o país passou do Nível 2W de observação para o Nível 2, segundo o Relatório do Departamento de Estado Norte-americano.

A governante fez tal pronunciamento na abertura de uma palestra sobre tráfico de seres humanos (TSH) em Angola, dedicada a assistentes sociais e a profissionais de saúde, numa promoção do Ministério da Justiça e dos Direitos Humanos, em parceria com os Serviços Jesuítas para os Refugiados (SJR).

Apontou a aprovação do Plano de Acção Nacional de Combate ao TSH, a estratégia Nacional de Direitos Humanos, entre outras melhorias, para condução e tratamento de casos de tráfico de pessoas como motivos principais para subida de ranking.

Explicou que o TSH é uma ameaça nacional e internacional que actua de forma cruel, ultrajante e movimenta por ano mais de Usd 20 milhões, tendo mulheres e crianças como as principais vítimas.

Referiu que a Comissão Interministerial de Combate ao Tráfico de Seres Humanos conta com uma base de dados com 100 casos (2015-2020), que faz parte da Comunidade de Desenvolvimento da África Austral (SADC) e aderiu a Campanha Internacional do Coração Azul, criada para se solidarizar com as vítimas.

Palestra

Inserida no ciclo de palestras a serem realizadas este mês, em comemoração ao Dia Internacional contra o Tráfico de Pessoas (30 de Julho), o encontro de hoje abordou a "relevância da protecção às vítimas de TSH no âmbito do Plano de Acção de combate as vítimas" e os "pressupostos de garantia de protecção internacional efectiva: Registo e documento de identidade".

Os palestrantes, respectivamente, Luísa Buta, directora Nacional dos Direitos Humanos, e Daniel Sukuaqueche, representante do (SJR), debruçaram-se, entre outros, sobre o fenómeno de tráfico de pessoas no país e as garantias dos migrantes e seus familiares.

Esta é a terceira actividade do género, que tem como objectivos divulgar e promover o combate a este tipo de tráfico, reforçar as acções do Executivo no sentido de prevenir e combater o trafico de pessoas, divulgar e promover a implementação do Plano de Acção Nacional de Combate ao Tráfico de Seres Humanos.

Leia também
  • 09/07/2020 16:29:48

    Registo civil abrange mais de 80 mil cidadãos na Quibala

    Sumbe - Oitenta e nove mil 692 cidadãos vão beneficiar, até 2022, de cédulas pessoais e assentos de nascimento, durante uma campanha massiva de registo civil reiniciada hoje, no município da Quibala, província do Cuanza Sul.

  • 11/06/2020 14:54:03

    Luanda com novos postos emissão de bilhetes e registo civil

    Luanda - Três novos postos de emissão de Bilhete de Identidade (BI), com capacidade diária para emitir cada um 50 exemplares, foram inagurados hoje no Bairro Calemba II, Administração do Distrito Urbano do Futungo e no Mercado do Kifica, municipio de Talatona.

  • 23/05/2020 17:23:27

    Posto de emissão de BI da Matala sofre assalto

    Matala - O Posto de emissão de bilhete identidade do município da Matala, província da Huíla, foi assaltado esta madrugada de sábado por indivíduos ainda não identificados, tendo furtado todos os meios informáticos.