Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Sociedade

31 Julho de 2020 | 19h15 - Actualizado em 31 Julho de 2020 | 19h15

OPM defende maior atenção ao empoderamento da mulher

Luanda - A secretária Regional para a África Austral da Organização Panafricana das Mulheres (OPM), Luzia Inglês Van-Dúnem, reiterou hoje, em Luanda, a necessidade de se dar maior atenção ao empoderamento da mulher em África, a fim de combater a violência e as desigualdades no género.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Intervindo na conferência alusiva ao 31 de Julho Dia Mulher Africana, Luzia Inglês Van-Dúnem, que também é secretária geral da Organização da Mulher Angolana (OMA), disse que a covid-19 tornou evidente a violência e as desigualdades que afectam principalmente as mulheres em África.

Perante tal situação, a secretária Regional da OPM disse que tem de se agir para enfrentar a falta de recursos e garantir direitos em meio à pandemia a fim de se alcançar a participação efectiva e responsável das mulheres africanas no desenvolvimento socioeconómico e cultural de África e eliminar todas as formas de discriminação contra a mulher e promover o seu empoderamento.

Uma das estratégias, disse Luzia Inglês Van-Dúnem , passa pela aposta na melhoria das condições dos meios de produção da agricultura familiar, onde as mulheres, realizam grandes contribuições.

Segundo a responsável, neste período de pandemia a OPM tem a grande missão de intervir advogando as mulheres e meninas que enfrentam maiores riscos relacionados à violência, intimidação, tráfico de pessoas, abuso, estupro, assédio sexual, bem, como situações de discriminação racial e de estigmatização, além de sofrerem com barreiras linguísticas, exclusão social, pobreza e devido a diferenças sócio- culturais.  

A OPM assinala, que hoje assinala 59 anos desde a sua criação em 1962 na Tanzânia. Este ano as comemorações do 31 de Julho decorrem sob o lema” Unidade na diversidade na luta contra o racismo e covid-19, rumo ao empoderamento da mulher”.

Assuntos Sociedade  

Leia também
  • 31/07/2020 19:07:38

    Voluntários pintam infra-estruturas da cidade do Lubango

    Lubango - Uma campanha de pintura de infra-estruturas denominada "Vamos colorir a cidade, pintando Lubango", capital da província da Huíla, está a ser executada por jovens voluntários com apoio da administração local, com o objectivo tornar a urbe mais linda.

  • 31/07/2020 18:27:39

    REMPE cadastra mais de mil empresas em Malanje

    Malanje - Pelo menos mil e 600 empresas e estabelecimentos serão cadastradas pelo Instituto Nacional de Estatística (INE) na província de Malanje a partir Agosto, deste ano, no âmbito do Recenseamento de Empresas e Estabelecimentos (REMPE) 2019/20.

  • 31/07/2020 17:38:56

    Município de Talatona afina revitalização das comissões de moradores

    Luanda - A Administração Municipal de Talatona está a afinar os mecanismos para melhor organização e revitalização das comissões de moradores, disse nesta sexta-feira, a administradora adjunta para a Área Política, Social e das Comunidades de Talatona, Claudineth Cerqueira.