Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Sociedade

05 Agosto de 2020 | 17h20 - Actualizado em 05 Agosto de 2020 | 17h20

ADRA investe na educação sobre autarquias com apoio da UE

Huambo - A Organização Não-governamental Acção para o Desenvolvimento Rural e Ambiente (ADRA) irá desenvolver, a partir de Setembro, um projecto de promoção da educação sobre autarquias no país, que contará com o financiamento da União Europeia (UE).

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Em declarações à ANGOP, a responsável da ONG no planalto central, Cidália Gomes, fez saber que o projecto vai abranger comunidades das províncias do Huambo, Bié, Cuando Cubango e Benguela, e terá como foco uma maior divulgação da educação cívica e eleitoral autárquica.

Segundo a directora da ADRA, antena Huambo, os acordos para a efectivação do projecto, com a duração de três anos, já foram assinados, estando apenas a aguardar pelo desembolso financeiro.

Cidália Gomes disse que a iniciativa enquadram-se nas acções de responsabilidade social da ADRA, com o objectivo de contribuir nos desafios do Governo angolano na implementação, com eficácia, das primeiras eleições autárquicas no país.

Desta forma, referiu, pretende-se ajudar, caso as eleições autárquicas se concretizem, para que os cidadãos tenham mais informação sobre o assunto, por ser uma realidade nova e que impõe a necessidade de todos aprenderem um pouco mais.

Para uma maior facilitação na divulgação das informações relativas as autarquias, Cidália Gomes informou que a ADRA vai incorporar, no projecto, 12 jornalistas dos distintos órgãos públicos e privados de Comunicação Social na província do Huambo.

Acrescentou que os mesmos profissionais serão capacitados para o efeito, cujo processo contempla uma vertente de intercâmbio internacional em países que já têm o processo autárquico em curso, para vivenciarem e adquirirem mais experiências e tirar algumas lições capazes de contribuir na implementação, com êxito, das autarquias em Angola.

Para além dos jornalistas, disse que a instituição vai trabalhar com 75 Organizações da Sociedade Civil, sendo  59 da província do Huambo  e 16 das restantes províncias, com uma previsão de capacitar mais de três mil cidadãos.

Criada em 1990, a ADRA é uma organização não-governamental vocacionada na promoção da construção de um desenvolvimento democrático e sustentável, social, económico e ambiental do país, bem como a reconciliação nacional.

Assuntos Província » Huambo  

Leia também
  • 05/08/2020 10:38:43

    ADESPOV melhora saneamento básico de 266 aldeias

    Caála - Organização Não-governamental Associação de Desenvolvimento e Enquadramento das Populações Vulneráveis (ADESPOV) melhorou, entre 2016 à presente data, a qualidade de vida de 79 mil e 800 famílias, através de acções de saneamento básico em 266 aldeias de cinco, dos 11 municípios da província do Huambo

  • 04/08/2020 17:47:04

    Governo busca harmonia na execução das obras do PIIM

    Huambo - A busca de uma maior eficácia e eficiência na execução das acções do Plano Integrado de Intervenção nos Municípios (PIIM) com a qualidade desejada, as autoridades da província do Huambo capacitaram, esta terça-feira, responsáveis ligados as empreitadas.

  • 03/08/2020 11:59:31

    Filhos assassinam pai por crença ao feiticismo

    Huambo - Um ancião de 75 anos de idade, identificado por Isidro Ukwanhamba, foi assassinado supostamente por dois, dos seus filhos, no último domingo, numa residência no município do Londuimbali (Huambo), por crença ao feiticismo, soube hoje, segunda-feira, a ANGOP.