Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Sociedade

05 Agosto de 2020 | 14h04 - Actualizado em 05 Agosto de 2020 | 16h00

Transferências sociais monetárias beneficiam mil e 200 crianças

Luanda - Mil e 200 crianças dos zero aos cinco anos de idade, na província de Luanda, vão beneficiar de um projecto denominado "Luanda Emergencial Covid-19", que tem como foco a transferência social monetária.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

A iniciativa está a ser financiada pela Agência Sueca de Cooperação Internacional para o Desenvolvimento (ASDI), por via do Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) e pretende assegurar, numa primeira fase, um total de 519 famílias e 908 crianças.

A formalização do acordo aconteceu hoje, sendo que a iniciativa vai beneficiar o município luandense de Icolo e Bengo, nos bairros de Camizungo, Camizungo 2, Camassa, Mazozo sede e Mazozo Lagoa.

O projecto vai-se estender para os centros de acolhimento dos municípios de Belas e de Viana.

Após o acordo, a governadora da província de Luanda, Joana Lina, disse que a pandemia da Covid-19 agudizou o risco social e económico de várias famílias, daí que o projecto vem dar resposta pontual à essas dificuldades.

“É um estímulo”, sublinhou a governadora, para quem a iniciativa representa um impulso nos projectos de desenvolvimento local e no combate à pobreza, em curso nos diferentes municípios.

Joana Lina espera que essa acção tenha um impacto positivo na redução dos índices de má nutrição, na prevenção da doença, contra a violência infantil e na manutenção de um baixo nível de contágio da Covid-19 nas comunidades onde o projecto será implementado.

O representante do UNICEF em Angola, Glayson Ferrari dos Santos, disse que independentemente da pandemia, a missão da organização é sempre o de preservar e advogar os direitos da criança.

Segundo a representante do UNICEF, a intenção do organismo, a nível global, é o de ampliar os programas de protecção social durante a pandemia.

A ministra da Acção Social, Família e Promoção da Mulher, Faustina Inglês, disse, a propósito, que o programa piloto das transferências sociais monetárias prevêem um valor mensal de cinco (5) mil kwanzas por criança, durante seis meses.

No caso de três crianças por família, que é o número limite, o valor eleva-se a 15 mil kwanzas, durante 12 meses, período que durará o projecto.

Faustina Inglês adiantou que o programa, que incide directamente sobre a criança na primeira infância, concorre para as metas do Plano Nacional de Desenvolvimento (2018/2022) que, no seu primeiro eixo, destaca o desenvolvimento humano e bem-estar, bem como o Programa Integrado de Desenvolvimento Local e Combate à Pobreza.

Leia também
  • 05/08/2020 20:17:52

    Vítimas de violência atendidas em Centro de Apoio Integrado

    Luanda - O Centro de Apoio Integrado à Vítima de Violência (CAIVVITA) está a atender, desde esta quarta-feira, crianças e cidadãos violentados no município de Talatona, em Luanda.

  • 05/08/2020 18:05:36

    GPL conta com assistência financeira do PNUD

    Luanda - O Governo da Província de Luanda (GPL) conta a partir desta quarta-feira (05) com a assistência financeira, técnica e de advocacia do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD).

  • 05/08/2020 17:22:20

    Habitantes de Mulundo clamam por serviços sociais

    Cahombo - A população do sector de Mulundo (município de Cahombo), na província de Malanje, clama por serviços sociais básicos como posto de saúde, escola, água potável, estradas e energia eléctrica.

  • 05/08/2020 16:56:08

    Detidos garimpeiros de ouro na Huíla

    Lubango - Cinco garimpeiros foram detidos hoje pela Polícia Nacional, na localidade de Cassamba, província da Huíla, por exploração ilegal de ouro, soube a Angop de fonte da corporação.